Projeto em conjunto entre empresas de tecnologia e design japonesas, como a Mercari R4D e a Takram, e estudantes da Universidade de Tóquio encaminha uma curiosa solução de mobilidade pessoal com a Poimo, um acrônimo do inglês para Portable and Inflatable Mobility que resume o nome a uma scooter elétrica inflável.

Feita de TPU, poliuretano termoplástico, mesmo material utilizado em capas de celulares, a Poimo pode ser inflada em questão de minutos por meio de uma bomba de ar elétrica, embora pareça contraditório para a proposta projeto. Uma bomba manual, sem dúvida seria mais prática ou mesmo um dispositivo próprio de enchimento, afinal, o veículo já conta com uma fonte de energia.

De acordo com a equipe envolvida, o veículo é para percursos urbanos curto, como os de casa ao transporte público e de lá o trabalho, por exemplo. Mas que também seja leve e fácil de transportar quando dobrado vazio, diferentemente de bicicletas e patinetes, dotados de estruturas rígidas e muitas vezes mais pesados.

A Poimo pesa em torno de 5 quilos e traz itens destacáveis, como roda e guidão, que são montados na hora do uso. Tem ainda um pequeno motor elétrico, um acelerador sem fio e uma bateria de 70 por 110 milímetros.

Anúncio

Os pesquisadores entendem ainda que devido ao material, os custos de produção da Poimo deverão ser menores se comparados a soluções de mobilidade para curtas distâncias já utilizadas. Depois, por ter uma estrutura flexível, sugere que as lesões causadas por eventuais acidentes com pedestres sejam minimizadas.

Por enquanto, a Poimo é apenas um conceito, mas a equipe de pesquisa segue no desenvolvimento com a ideia de apresentar um produto ainda mais leve e portátil.

LEIA MAIS

→CES 2020 se consolida como salão da mobilidade automotiva

→Congresso SAE Brasil debate mobilidade sustentável


Foto: Erato Kawahara UIN Project/Divulgação