Mais uma montadora decidiu retomar a produção gradualmente. A fábrica da Caoa Chery de Jacareí, SP, voltará ao trabalho na segunda-feira, 1º de junho, após 69 dias de inatividade. A fabricação de veículos na unidade foi interrompidaa em 23 de março em decorrência da pandemia da Covid-19.

A empresa diz ter adotado todas as medidas para a prevenção da segurança dos funcionários, de acordo com orientação das autoridades sanitárias. O protocolo adotado em Jacareí determina que diariamente sejam entregues máscaras protetivas aos trabalhadores e que orientações e qualquer problema de saúde, informados por meio do WhatsApp.

Os funcionários também receberam treinamentos para o uso adequado dos novos equipamentos de proteção individual, o transporte fretado passará por higienização frequente, o número de passageiros por ônibus será menor e dispersores de álcool em gel serão colocados em todas as áreas.

A Caoa Chery também monitorará diariamente a temperatura dos trabalhadores antes de ingressarem na fábrica. Caso seja identificada alguma anomalia, o funcionário será encaminhado ao departamento médico da empresa, que readequou instalações para manter distanciamento seguro entre os colaboradores, como no restaurante, inclusive com a instalação de placas divisórias entre as mesas.

Anúncio

A fábrica de Jacareí reiniciará as atividades com mais uma atribuição, além de fabricar o SUV Tiggo 2, o sedã Arrizo 5  e mais um veículo até o fim deste ano. A montadora decidiu fazer da planta base produtiva também de máscaras de proteção simples.

Maquinário com capacidade para produzir 100 mil peças por dia foi importado da China. As máscaras serão utilizadas pelos próprios funcionários da unidade e da rede de concessionárias da marca. Parte ainda será doada  para comunidades e órgãos de saúde.

LEIA MAIS

→ Com 15% de crescimento, Caoa Chery é exceção no quadrimestre

→ Caoa Chery adota lay-off na área produtiva sem reduzir salários


Foto: Divulgação