Caso não tivesse sido cancelado devido à pandemia da covid-19, o Salão Internacional de Veículos Comerciais de Hanover, na Alemanha, estaria abrindo seus portões. Como forma de preservar a tradição, ainda que de maneira online, a Mercedes-Benz Trucks apresentou em coletiva global de imprensa na quarta-feira, 23, sua programação para produtos e serviços para o ano que vem e futuro próximo.

A lista de novidades apresentadas por Stefan Buchner, chefe global da Mercedes-Benz Trucks começa com o novo Actros F, um caminhão de entrada cuja cabine foi desenvolvida no Brasil, a mesma do novo Actros oferecida por aqui.

Para os transportadores europeus será alternativa de modelo com altura menor de acesso ao habitáculo e flexibilidade para múltiplas aplicações. A linha cobrirá necessidades com 17 variantes configuradas com tetos baixo ou alto. Estará disponível a partir de janeiro do ano que vem para 24 países do continente e outros mercados de fora.

Com o Actros F a marca ainda passará a oferecer contratos de serviços de manutenção baseados em distâncias percorridas, do tipo quem roda menos, paga menos.

Para janeiro de 2021, a Mercedes-Benz Trucks também se programa para começar a atender os pedidos do Actros Edition 2, uma série especial limitada a 400 unidades. Para o modelo, a fabricante reuniu seis pacotes de equipamentos e acessórios, o que totaliza 40 itens extras. O produto procura atrair o caminhoneiro que tem o caminhão como um segundo lar, que procura segurança, conforto e horas de lazer.

Com visão que busca eliminar acidentes, a fabricante evoluiu com Side Guard Assistent, sistema que identifica obstáculos, pedestres e ciclistas na lateral direita do caminhão. O recurso agora, além de alertar o motorista, será capaz de frear, independentemente da ação do condutor. Uma estreia na indústria automotiva planejada para junho de 2021.

No pacote de apresentações, Buchner reforçou a agenda para p veículos comerciais livres de emissão de carbono. O primeiro a entrar em linha produção em série no ano que vem, na unidade de Wörth, na Alemanha, será o eActros. O caminhão 100% elétrico atenderá operação operações de distribuição urbana, com autonomia de 200 km.

Anúncio

“Não quero entrar em detalhes, mas posso garantir que entregaremos uma solução com desempenho, eficiência e segurança que ultrapassarão o que foi apresentado até agora pela frota de testes.”

A empresa também trabalha em uma versão elétrica do Econic, caminhão projetado para aplicações urbanas, especialmente na coleta de resíduos. Os testes deverão começar no ano que vem e entrar em linha de produção no seguinte.

Os próximos da fila, com produção prevista para 2024, será o eActros LongHaul, elétrico para operações de até 500 quilômetros com uma única carga, e para até a segunda metade da década, o GenH2 Truck, caminhão a hidrogênio, empacotando a estratégia da empresa.

“Somente a combinação das duas tecnologias oferece a solução para qualquer utilização. Existe uma regra bem simples. Para menos carga e trajetos mais curtos, a bateria é a escolha certa. Para cargas mais densas e rotas mais longas, o hidrogênio é melhor alternativa”, resumiu Buchner. “Somos capazes de avançar rapidamente porque os caminhões elétricos e pesados terão uma plataforma comum em termos de trem de força.”

LEIA MAIS

→Daimler apresenta caminhão movido a hidrogênio

→Daimler cria empresa para células de combustível


Fotos: Mercedes-Benz Trucks/Divulgação