O comércio de automóveis, motos, comerciais leves e pesados seminovos e usados continua mostrando recuperação. Levantamento da Fenauto, Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores, entidade que representa lojistas multimarcas, indica que as vendas de outubro já superaram as do mesmo mês do ano passado.

A evolução foi significativa. Se no mês passado foram vendidos quase 1,47 milhão de unidades, um ano antes os negócios não ultrapassaram 1,34 milhão. A comparação com setembro, quando  quase 1,4 milhão de veículos mudaram de mãos, também é positiva: o volume negociado em outubro foi 5% maior.

Os veículos mais procurados foram o seminovos com até 3 anos de uso. O segmento registrou demanda 7,8% maior, à  frente da dos usados de 4 a 8 anos, cuja procura aumentou 5,2%, e de usados de 9 e 12 anos, com crescimento de 4,3%. A busca pelos chamados velhinhos, veículos com mais de 13 anos, também cresceu 3,9% no mês.

Do total vendido no mês, 929,4 mil foram automóveis de passeio e 160,3 mil comerciais leves. Caminhões somaram 39 mil unidades e motos, 320 mil. A comparação com o mesmo mês do ano passado mostra evolução em todos os segmentos. Os automóveis cresceram menos, 6,3%, enquanto comerciais leves evoluíram 11,3% e comerciais pesados 13,3%. As motos tiveram o melhor desempenho, com vendas 16,5% maiores.

Anúncio

Apesar desses índices, o mercado de usados em 2020 ainda está bem abaixo do acumulado em igual período do ano passado. O recuo é ainda da ordem de 18,8%: 12,1 milhões para 9,8 milhões de unidades.

LEIA MAIS

→ Mercado segue em alta e Fiat se mantém na liderança

Chevrolet Onix Plus: o mais valorizado do mercado no ano.

Ilídio dos Santos, presidente da Fenauto, porém, entende que a diferença será substancialmente menor no encerramento de dezembro. “Acreditamos que os números positivos devem continuar até o final do ano, quando as vendas, por tradição, se tornam mais aquecidas”, justifica.

O Gol foi o automóvel mais negociado no mês passado. Foram vendidas 85,2 mil unidades do hatch da Volkswagen. Ficou bem à frente do segundo colocado Fiat Uno (49 mil) e do terceiro Fiat Palio (48 mil). Outro modelo da Fiat, a picape Strada, liderou o segmento de comerciais leves, com 31 mil unidades, contra 22,7 mil da Volkswagen Saveiro e  16,5 mil da Toyota Hilux.


 

Foto: Divulgação