A Scania avança no projeto de promover o uso do gás no transporte ao iniciar junto com a Gerdau e a Fagundes Construção e Mineração testes em campo de caminhão G 410 6×4 movido a gás.

Diferentemente de outras entregas anteriores, destinadas às aplicações rodoviárias, a experiência de agora leva o combustível para os campos de mineração, a primeira na história no País e da fabricante no mundo.

O modelo estará a serviço da Gerdau e operado pela Fagundes na mina Várzea do Lopes, em Itabirito (MG), com suporte da Casa Scania WLM Itaipu. O caminhão, do tipo basculante com caçamba de 16 m³, irá trabalhar nas transferências de minério de ferro e estéril franco ao longo de 24 horas por dia durante toda a semana.

A operação também inclui o fornecimento do GNV pela Logás por meio de uma estação de abastecimento construída dentro da mina. De acordo com a Gerdau, o tempo de reabastecimento é em torno de 15 minutos e, a empresa calcula, uma autonomia de 10 m³ por hora, uma equivalência entre 250 e 300 km nesse tipo de operação.

“Vamos acompanhar cada detalhe desta ação pioneira. Queremos oferecer ganhos importantes para o meio ambiente e o menor custo operacional ao cliente”, aponta Fabrício Vieira, gerente de Vendas de Soluções para Mineração da Scania no Brasil.

Vieira adianta que o modelo estará coberto pelo Programa de Manutenção Scania Premium Flexível, adaptado às características da operação de mineração, diferentes do modal rodoviário. “A Gerdau e a Fagundes também vão acompanhar o desempenho pelos dados obtidos pela conectividade e aplicar melhorias onde for necessário.”

Anúncio

Para a Scania, os resultados surpreenderão e criarão tendência para promover mais eficiência e menos emissões nas operações fora de estrada. “Na área da sustentabilidade é importante dar o primeiro passo e assumir compromissos de redução das emissões. Parabéns à Gerdau por acreditar que é possível tornar mais sustentável a operação logística na mineração”, destaca Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil.

A Scania iniciou as vendas de caminhões a gás em outubro de 2019. As entregas ocorrem desde maio de 2020. De acordo com a fabricante, mais de 60 unidades já foram vendidas para diferentes indústrias. Uma das maiores negociações até agora foi com a Pepsico, que arrematou 18 caminhões movidos a gás para aplicação rodoviária.

LEIA MAIS

→Scania acumula 50 caminhões a gás vendidos no País em um ano

→PepsiCo adquire 18 caminhões Scania a gás

→Scania faz entrega dos primeiros caminhões a gás produzidos no Brasil


Foto: Rogério Augusto de Oliveira/Scania/Divulgação