Desennvolvido no Brasil por ocasião dos investimentos no projeto Nivus, o VW Play será utilizado em seis fábricas do Grupo Volkwagen pelo mundo e em breve passará a ser exportado pelas marcas VW e Skoda para quase 70 países em seis diferentes idiomas. Na América do Sul, o sistema de infotainment já equipa o T-Cross e o Taos, além do Nivus, lançado no País em maio de 2020.

“O VW Play mostra o potencial de desenvolvimento de novas tecnologias da Volkswagen no Brasil”, afirma Pablo Di Si, presidente e CEO da empresa para a América Latina. “Esse sistema é um marco tecnológico na indústria e foi desenvolvido com base em pesquisas com usuários e pensado na usabilidade real do cliente. É um grande exemplo da capacidade de inovação dos engenheiros e engenheiras da nossa região, temos orgulho de exportar conhecimento de ponta para o mundo”.

Presente nas linhas de montagem da Volkswagen na Anchieta (SP) e São Jose dos Pinhais (PR), o VW Play chega nas plantas de Pacheco (Argentina), Puebla (México), Kaluga (Rússia) e Pune (Índia) até o final deste ano. O desenvolvimento do sistema levou 3 anos e envolveu equipa de cerca de pessoas da montadora no Brasil.

“O VW Play é um projeto brasileiro que revolucionou o segmento automotivo no mundo”, avalia Matthias Michniacki, vice-presidente de desenvolvimento do produto e Baureihe da Volkswagen do Brasil e Região SAM. “É o primeiro infotainment a oferecer um ambiente virtual exclusivo para os clientes Volkswagen, com aplicativos e serviços inéditos em um veículo”.

Anúncio

LEIA MAIS

Sucesso de mercado, T-Cross supera 100 mil unidades produzidas

VW Delivery soma 150 mil unidades produzidas

Com objetivo de garantir qualidade total do produto, foram realizados testes mecânicos, elétricos e climáticos.
O sistema foi submetido a temperaturas de -30°C a +85°C, a fim de evitar que em baixas temperaturas o cristal líquido congelasse ou ficasse sólido, o que causaria lentidão nas telas e prejudicaria as imagens.

No outro extremo, num calor digno de deserto, o que se testa é a durabilidade e robustez dos componentes, que não derretem. Outro teste importante, segundo a Volkswagen, foi o de poeira. Com granulação específica, o “pó do Arizona” (uma poeira bem fininha) foi colocado sobre a tela do VW Play para medir a vedação e o tratamento antirrisco da tela.


Foto: Divulgação/VW