A Lexus começou a vender o modelo híbrido RX400h já no distante ano de 2005. Desde então, a divisão de luxo da Toyota é uma das marcas de automóveis que mais apostaram na eletrificação de sua linha. Esse esforço já resultou em vendas mundiais acumuladas de 2 milhões de veículos eletrificados, marco atingido no encerramento de abril.

Para cerca de 90 países, a marca oferece nove modelos híbridos ou exclusivamente elétricos —  no Brasil, por exemplo, os SUVs e sedãs a combustão interna da Lexus já fazem parte do passado, ainda que os números de unidades negociadas sejam marginais dentro do mercado total.

Com 540 mil unidades nestes 15 anos, os Estados Unidos são o principal mercado consumidor dos eletrificados da Lexus, à frente da Europa, destino de 480 mil veículos, do Japão, onde foram negociados 401 mil. A China, maior mercado mundial de veículos, já consumiu 387 mil unidades.

E  participação dessas tecnologias no bolo de vendas só aumentará nos próximos quatro anos, a depender da Lexus Eletrificada, proposta corporativa do grupo para buscar a neutralidade de carbono e o desenvolvimento sustentável na metade deste século. Até 2025, a marca deve lançar 20 veículos novos ou atualizados, mais da metade deles híbridos, híbridos plug-in e elétricos.

Anúncio

O  primeiro híbrido plug-in será lançado ainda este ano e um elétrico inteiramente novo em 2022. Nos próximos quatro anos, toda a linha terá pelo menos uma versão movida integral ou parcialmente a eletricidade e que devem superar as vendas das opções a combustão interna.

LEIA MAIS

→ bZ4X dá a largada na família de elétricos da Toyota

 


Foto: Divulgação