A Stellantis nomeou Vanessa Castanho a responsável pela Citroën na América do Sul. A executiva formada em administração de empresas e MBA em Gestão Empresarial pela FGV responderá pelo desenvolvimento de produtos, desempenho comercial, rentabilidade e  imagem nas filiais do Brasil e Argentina, além do desenvolvimento da marca em mais sete países da região e outros três da América Central e Caribe.

Vanessa Castanho acumula 24 anos de carreira no setor automotivo. Ocupou cargos executivos em vendas, marketing, produto, relações governamentais e desenvolvimento de negócio. Ingressou na Stellantis em maio do ano passado e agora é a primeira mulher a comandar a operação da Citroën na América do Sul, respondendo diretamente a Antonio Filosa, presidente da Stellantis na região.

“Vivemos um momento muito importante na Citroën, com uma estratégia totalmente adequada às necessidades dos clientes brasileiros e sul-americanos. Temos um plano bem definido para nossos veículos de passeio e também para a nossa linha de comerciais leves”, declarou a executiva em nota.

Em maio, Filosa revelou que a intenção do grupo é resgatar a participação que as marcas Citroën e Peugeot, as duas originárias da PSA, tinham no Brasil há uma decada. Na prática: mais que dobrar   índice alcançado nos últimos anos e que não ultrapassavam os 2%.

Anúncio

De janeiro a maio de 2021, a Citroën vendeu perto de 6,6 mil automóveis e comerciais leves no Brasil, o que garantiu uma participação diminuta de 0,8% e apenas a 14ª colocação no ranking de marcas.

LEIA MAIS

→ Citroën Jumper e Peugeot Boxer ganham versão para até 3,5 toneladas

Com o fim da produção e oferta dos nacionais C3 e Aircross, oficialmente no começo deste ano,  e da importação do C$ Lounge, fabricado na Argentina, a marca tem vivido de veículos comerciais e do C4 Cactus, SUV que somou mais de 5,1 mil licenciamentos nos cinco primeiros meses.

Para acelerar as vendas da Citroën aqui, a Stellantis aposta em uma nova estratégia comercial, com reorganização e  compartilhamento da rede de concessionárias com as demais marcas do grupo, e especialmente no lançamento, ainda este ano, de um SUV compacto fabricado em Porto Real, RJ, o carro que deverá responder pela maioria das vendas da marca no País já em 2022.


Foto:  Divulgação