Por Alzira Rodrigues

Reze: concessionários participam do resultado.

Originária na rede Volkswagen, a Disal Consórcio vem investindo na diversificação de marcas e em mudanças na gestão de suas operações para tornar-se mais competitiva e rentável. A administradora já colhe resultados positivos este ano, com crescimento de 6% no número de cotas vendidas – 41.350 no primeiro semestre deste ano ante as 39 mil do mesmo período de 2016.

A decisão de atender outras marcas além da Volkswagen foi tomada no início do ano passado e o processo vem sendo gradativo. A Assobrav, Associação Brasileira dos Concessionários Volkswagen, ainda detém 38% do capital da empresa. Os 62% restantes dividem-se entre vários outros acionistas, todos concessionários.

“Temos um diferencial importante”, diz Sérgio Reze, diretor-executivo da Disal Consórcio. “Os concessionários participam dos resultados do nosso consórcio. Ele ganha quando vende a cota, quando o bem é retirado e também por ocasião da distribuição dos dividendos”.

Anúncio

Atualmente a administradora negocia parceria com outras associações de marca para ampliar ainda mais os seus negócios. Segundo Reze, a pulverização do mercado, com expressiva redução da participação das montadoras veteranas, e o novo perfil da rede, com predominância de grupos multimarcas, foram decisivas no processo de abertura da administradora para outras concessionárias de outras marcas.

Com relação à gestão, Reze comenta que várias iniciativas foram tomadas nos últimos meses. Uma delas foi a terceirização da central de atendimento, que conta com 90 funcionários, em janeiro deste ano.
“Tínhamos um prédio em Santo André, na Grande São Paulo, só para abrigar a central. Nossos funcionários foram recontratados pela Teleperformance, agora responsável pelo atendimento, e com isso reduzimos custos fixos e melhoramos nossa gestão”.

Para dar suporte aos concessionários acionistas e Disal conta com seis escritórios regionais, localizados em Porto Alegre, RS, Salvador, BA, Cuiabá, MG, Rio de Janeiro, RJ, Recife, PE, e São Paulo. “Temos investido forte em gestão para melhor atender as concessionárias e o consumidor final. Enxugando custos e diversificando operações melhoramos nossos resultados e, com isso, o concessionário acionista sai ganhando”.


Foto: Divulgação/Disal