Por Redação autoindustria@autoindustria.com.br

A Mercedes-Benz começa a entregar os primeiros eActros, caminhão pesado 100% elétrico, para testes em aplicações reais de transportes. Empresas logísticas da Alemanha e Suíça, em parceria com a montadora, avaliarão a viabilidade de uso diário e a eficiência econômica que os modelos poderão proporcionar.

Estarão em teste duas versões do caminhão, com peso bruto total (PBT) de 18 ou 25 toneladas, pelos próximos doze meses. Depois, os veículos seguem para outros clientes para mais uma rodada de avaliações de um ano.

O eActros foi apresentado como conceito no IAA, o Salão Internacional de Veículos Comerciais de Hannover, Alemanha, em 2016. De acordo com a fabricante, desde então tem recebido retorno positivo de clientes e autoridades públicas pela viabilidade técnica do caminhão.

A empresa destaca que ainda há uma série de questões técnicas a serem superadas, entres as quais autonomia, custo da bateria e infraestrutura necessária para o uso comercial nas frotas.

“Queremos trabalhar em conjunto com nossos clientes para avançar rapidamente no desenvolvimento do eActros até o ponto de se tornar uma proposta viável para o transporte de carga”, revela Martin Daum, responsável pela Daimler Trucks e Buses no Conselho da Daimler AG. “Estamos iniciando esse processo com uma frota de testes no dia a dia de nossos clientes, o que permitirá estabelecer exatamente o que resta ser feito, em termos técnicos, de infraestrutura e de serviços para tornar o eActros competitivo.”

Anúncio

Os eActros, configurados com dois ou três eixos, atuarão nos mais diversos segmentos de transporte, em especial no uso urbano, aplicados como baús frigorificados, tanques e sider lonado.

Segundo a Mercedes-Benz, em comparação com o protótipo apresentado no IAA, poucas foram as alterações técnicas para começar nas ruas. O modelo ganhou um pacote de baterias para alimentar dois motores junto aos cubos das rodas traseiras que geram 485 Nm de torque cada.

Para a construção do veículo a montadora, sempre que possível, apostou em componentes que já se mostraram viáveis em outras aplicações da empresa. O eixo de tração, por exemplo, o ZF AVE 130 está presente em modelos de ônibus híbridos e de células de combustível da companhia.

Por enquanto, o eActros permite autonomia de até 200 km e o conjunto de baterias poderá ser recarregada em período de 3 a 11 horas. “Desenvolvemos um veículo que foi configurado desde o início para mobilidade elétrica”, diz Stefan Buchner, chefe da Mercedes-Benz Trucks. “Nosso objetivo é alcançar a produção em série para uma variedade de caminhões elétricos economicamente competitivos para uso em operações de transporte pesado a partir de 2021.”