Por Redação autoindustria@autoindustria.com.br

A General Motors traz mais um lote do Camaro SS para o Brasil. Cerca de 120 unidades nas versões cupê e conversível, já como modelo 2018, desembarcam nesta segunda quinzena de março e estarão disponíveis por aqui nas cores branco, preto, vermelho, azul e amarelo.

Produzido nos Estados Unidos, o Camaro de sexta geração, segundo a GM, é o carro mais potente e rápido da linha Chevrolet à venda no País. Equipado com motor 6.2 V8 de 461 cavalos e 62,9 kgfm de torque, é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em cerca de 4s. O câmbio é automático sequencial de oito marchas com opção de trocas por meio de aletas atrás do volante.

Essa a terceira remessa importada pela Chevrolet desde a apresentação da nova geração do modelo no Salão do Automóvel de São Paulo no final de 2016. Segundo Rafael L. Santos, diretor de vendas da GM Mercosul, o primeiro lote com 100 unidades da edição comemorativa Fifty foi esgotado logo na semana do lançamento.

“Já o segundo, com pouco mais de 130 unidades da versão SS, chegou em março do ano passado e foi praticamente todo reservado antes do fim do ano. A terceira remessa, a do modelo 2018, chega dentro dessa mesma estratégia: a de manter o produto no mesmo patamar de exclusividade”, destaca o diretor. Com as unidades adicionais que estão chegando, o Camaro alcançará 6,5 mil unidades emplacadas no Brasil.

Anúncio

Itens de série – O superesportivo da Chevrolet oferece seletor com quatro modos de condução, sistema de vetorização do torque, freios de alta performance Brembo com assistência de frenagem de urgência, alertas anti-distração, oito airbags, pneus de alta performance, teto solar, faróis de xenônio e lanternas com LEDs.

A cabine do Camaro traz avançados recursos, como painel com tela customizável, Heads-up Display, multimídia Mylink de última geração com Android Auto e Apple Car Play, alto-falantes Bose, carregador wireless para smartphone, volante com aquecimento, bancos dianteiros com ventilação, ajuste elétrico e memória, ar-condicionado dual zone, além de partida remota da ignição.


Foto: Divulgação/GM