Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

Ainda incipiente no Brasil, o mercado de carros elétricos/híbridos cresce paulatinamente no mundo, principalmente na China, líder mundial na venda de modelos do gênero. São eles as grandes vedetes no Salão do Automóvel da China 2018, em Pequim, que começa nesta quarta-feira, 25, com a participação de marcas do mundo todo e importantes lançamentos para o público local.

A Volvo Cars, por exemplo, lança a versão híbrida plug-in T5 do XC40. É a primeira vez que marca sueca participa de uma mostra automotiva apenas com veículos híbridos plug-in. A Nissan, por sua vez, aproveita a mostra para lançar o primeiro veículo elétrico da marca feito na China, o Sylphy Zero Emission. As duas marcas apostam no maior mercado automotivo mundial para ampliar globalmente suas vendas.

Nissan Sylphy Zero Emission compartilha tecnologia do Leaf

“Faz parte dos nossos planos ser líder em veículos elétricos na China, trazendo mais de vinte modelos eletrificados nos próximos cinco anos sob as marcas Nissan, Venucia, Infiniti e Dongfeng”, comentou José Muñoz, Chief Performance Officer e Chairman do Comitê de Gestão para a China da Nissan, na abertura do Salão de Pequim.

Anúncio

O Nissan Sylphy Zero Emission, em destaque na mostra, compartilha a mesma plataforma e tecnologias do Nissan Leaf, o veículo elétrico mais vendido do mundo. O novo modelo apresenta capacidade de recarga rápida e uma autonomia de 338 km, de acordo com os padrões reguladores chineses.

O elétrico da Nissan em produção na China também é equipado com as tecnologias de Mobilidade Inteligente da Nissan, como alerta inteligente de mudança de faixa, assistente inteligente de emergência, alerta inteligente de tráfego cruzado e monitoramento inteligente de ponto cego.

Todas as fábricas – A Volvo Cars, que já produz na China o S90 e o S90L T8, inicia nesta semana a produção local do XC60 T8, o que significa que, em breve, todas as três fábricas da marca no país – Lugiao, Chengdu e Daqing – produzirão carros plug-in híbridos ou elétricos a bateria.

A marca sueca assumiu no ano passado o compromisso de que todos os seus lançamentos a partir de 2019 serão de veículos híbridos leves, híbridos plug-in ou 100% elétricos. Até 2025, a Volvo Cars planeja vender pelo menos 50% de seus modelos dotados com essa tecnologia e a participação no mercado chinês é parte importante dessa estratégia.

“Em 2017, assumimos o compromisso de eletrificar nossa gama em preparação para uma era além do motor de combustão interna”, comenta Håkan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo Cars. “Hoje reforçamos e expandimos esse compromisso no mercado mundial líder de carros eletrificados. O futuro elétrico da China é o futuro elétrico da Volvo Cars”.

Maior mercado individual da Volvo Cars, as vendas de veículos da marca na China cresceram 23,3% no primeiro trimestre, contribuindo para a alta de 14% nos negócios globais da marca no período.


Fotos: Divulgação/Volvo Cars/Nissan