Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

Relatório de desempenho da marca Volkswagen do primeiro trimestre de 2018, divulgado na sexta-feira, 27 de abril, registra o melhor resultado para o período de sua história. De janeiro a março, as entregas globais somaram mais de 1,52 milhões de unidades, alta de 5,9% sobre o volume apurado um ano antes, quando contabilizou 1,44 milhão de veículos.

Com as vendas, a receita da marca também cresceu 5,9% para € 20,1 bilhões, ante o faturamento de € 19 bilhões apurados nos primeiros três meses de 2017. Com isso, o resultado operacional melhorou 1,2%, de € 869 milhões para € 879 milhões.

“No primeiro trimestre, pudemos continuar com o desenvolvimento dinâmico do ano anterior sem qualquer interrupção”, revelou em nota Herbert Diess, CEO da marca Volkswagen, e recentemente nomeado CEO do Grupo Volkswagen. “Nossos novos modelos estão sendo muito bem recebidos pelos clientes, nossas medidas de eficiência estão em vigor e estamos no caminho de ganhar novas forças nas regiões.”

Leia mais

→Grupo Volkswagen bate recorde de vendas

→Volkswagen Truck & Bus vai abrir capital

Anúncio

→Herbert Diess, o novo presidente do Conselho VW

→Volkswagen investe R$ 2 bilhões para produzir o SUV T-Cross no Paraná

De acordo com a empresa, o período foi marcado por mais entregas de veículos em todas as regiões do mundo em que atua, com crescimento expressivos de 10% nos Estados Unidos, 8,6% na China e 4% no Brasil. Em seu mercado doméstico, a Alemanha, o relatório diz que o crescimento de 7,3% também acompanhou recuperação de participação da marca em segmentos estratégicos, especialmente no de SUVs. Recentes lançamentos, como o T-Roc, Tiguan Allspace, Teramont e Atlas ampliaram a oferta e a competividade da marca, aponta a empresa.

Para os próximos meses, a Volkswagen diz que intensificará o ritmo de sua ofensiva com o objetivo de renovar sua gama de veículos até 2020. Na nota, a empresa reforça a boa aceitação do Virtus no Brasil e a entrada da marca em novo segmento de SUV com o T-Cross, que será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR).


Foto: Group Volkswagen/Divulgação