Com produção crescente desde a sua criação no final do ano passado, a Caoa Chery prevê atingir 10 mil emplacamentos este ano e chegar perto de 35 mil já no próximo, incluindo a oferta de modelos que serão fabricados em Jacarei, SP, e Anápolis, GO.

Após lançar o Tiggo 2 automático há dois meses, prepara-se agora para produzir o sedã Arrizo 5 na fábrica do interior paulista a partir de outubro – o modelo será destaque no Salão Internacional do Automóvel em São Paulo em novembro. Já contratou lá 190 funcionários desde abril e vai abrir mais 180 a duzentas vagas nos próximos meses.

Em outra frente, acelera o processo de nacionalização de peças, conforme revela  o CEO da Caoa Chery, Márcio Alfonso, que fala em mais do que dobrar o número de parceiros locais: “Temos hoje 44 fornecedores e queremos agregar mais cinquenta. Nosso projeto em três anos é o de elevar de quarenta para quatrocentos o número de componentes nacionalizados”.

As autopeças brasileiras, segundo ele, são competitivas, tanto em itens de plástico como de aço e alumínio: “Com  e com a compra de peças locais reduzimos nossos custos logísticos”. Dentre os itens em desenvolvimento com parceiros brasileiros, destaca pneus, amortecedores, filtros e peças plásticas, como painéis e para-choque, além de itens elétricos.

Ante 490 unidades em junho e oitocentos em julho, a Caoa Chery emplacou 1 mil veículos em agosto, dos quais 20% do modelo QQ e o restante do Tiggo 2. A produção na fábrica de Jacareí ficou próxima de 1,5 mil unidades: “Fizemos um estoque porque em setembro teremos de preparar a fábrica para receber o Arrizo 5”, explicou Alfonso.

Jacarei, dessa forma, passará a produzir a linha QQ, Tiggo 2 e Arrizo. Em Anápolis serão fabricados os Tiggo 4 e 7, sendo que o primeiro poderá entrar em linha ainda este ano. A meta é atingir produção de 24 mil a 25 mil unidades na fábrica do interior paulista no próximo ano e mais 10 mil na unidade de Goiás.

Anúncio

LEIA MAIS

Tiggo 2 ganha transmissão automática

Caoa Chery expande vendas no Brasil

Caoa Chery: a nova marca brasileira de veículos.

A rede de concessionárias da Caoa Chery, que tinha 25 lojas no ano passado, já conta com 44 atualmente e chegará a sessenta até o fim do ano. Outras trinta serão inauguradas em 2019. O Tiggo 2, que teve vendas iniciadas em abril, tem tido boa aceitação no mercado, segundo Henrique Sampaio, gerente de marketing da Caoa Chery.

O Tiggo 2 automático, com preços na faixa de R$ 66.690 e a R$ 69.990, já responde por 60% das vendas da linha. “Devido à sua faixa de preço, o Tiggo 2 tem conquistado consumidores de sedãs e hatches. Estamos investindo forte no pós-venda para garantir a fidelização do cliente”.


Foto: Divulgação/Caoa Chery