O presidente da Honda América do Sul, Issao Mizoguchi, confirmou para janeiro o início das operações da fábrica de Itirapina, no interior paulista, a princípio com o modelo Fit. Concluída em 2016, essa nova unidade industrial da fabricante japonesa ficou desativada por mais de dois anos à espera de recuperação do mercado brasileiro.

A ideia é transferir toda a produção atual da fábrica de Sumaré, também no interior paulista, para Itirapina. “A transferência será gradativa e o processo todo levará dois anos. Vamos começar em Itirapina com apenas um produto, o Fit, e em um único turno”, comentou Mizoguchi na terça-feira, 6, durante a apresentação dos novos produtos da marca no Salão do Automóvel de São Paulo, que estará aberto ao público entre os dias 8 e 18 de novembro.

A empresa manterá em Sumaré a produção de motores e outros componentes, incluindo a área de estamparia. As duas fábricas têm idêntica capacidade, de 120 mil unidades/ano em dois turnos, envolvendo hoje os modelos Fit, Civic, City, HR-V e WR-V. O presidente da Honda diz que por enquanto não há planos para investimento em aumento de produção.

LEIA MAIS

Itirapina concentrará produção de automóveis Honda

“Nós encerraremos este ano com 134,1 mil veículos comercializados (volume envolve também carros importados), o que representará alta de 2% sobre 2017. Para o próximo ano a previsão é de um crescimento nessa mesma faixa, o que significa que por enquanto não precisamos ampliar capacidade”, destacou Mizoguchi.

Segundo o executivo, a marca opera em segmentos que não foram muito afetados pela crise do mercado brasileiro, que teve seu auge entre 2014 e 2016, razão de suas vendas terem ficado praticamente estáveis no período. “Itirapina tem espaço para ampliações e também podemos volta a utilizar Sorocaba caso o mercado reaja com mais força no futuro. Por enquanto não temos planos nesse sentido”.

 

O Fit 2019, que passa a ser produzido em Itirapina, é um dos modelos da marca em exposição no Salão do Automóvel. Segundo a montadora, o modelo chega ao mercado com mais equipamentos em todas as versões e com uma opção de cor inédita na Honda, o Vermelho Vênus Metálico. Externamente, o Fit 2019 passa a adotar, em todas as versões, luzes de rodagem diurna em LED, sendo posicionadas no para-choque nas versões DX, Personal, LX e EX, e nas extremidades dos faróis na versão EXL, que possui o conjunto óptico em LED.


Foto: Divulgação/Honda