A Galeria Nissan Crossing, no badalado distrito de Ginza, em Tóquio, foi palco na sexta-feira, 30, da revelação do novo Nissan Leaf Nismo RC, um carro elétrico de corrida que, segundo a fabricante, entrega mais do que o dobro do torque e da potência máxima em comparação com seu antecessor, lançado em 2011.

Desenvolvido pela Nismo, o braço de competições da Nissan, sua estreia oficial será no dia 2 de dezembro, no Festival Nismo que acontece anualmente no autódromo Fuji International Speedway. Na ocasião também será revelado o novo carro de corrida elétrico de Fórmula E da Nissan.

“O novíssimo Leaf Nismo RC mostra como estamos elevando nosso patamar ainda mais alto no que diz respeito à performance e força bruta, fazendo com que os veículos elétricos sejam ainda mais empolgantes para os clientes”, comentou Daniele Schillaci, diretor mundial de marketing, vendas e veículos elétricos na Nissan ao mostrar o novo modelo. “Esta é nossa expressão mais eletrizante já feita da filosofia de Mobilidade Inteligente da Nissan”.

LEIA MAIS

Nissan inicia pré-venda do novo Leaf

Nissan Kicks brasileiro desembarca no Paraguai

Anúncio

Nissan antecipa investimento de US$ 40 milhões em Resende

A montadora japonesa pretende produzir seis unidades do modelo para que os fãs de veículos do gênero em todo o mundo possam conhecer de perto o novo elétrico de corrida.

O Leaf Nismo RC tem dois motores elétricos em posições opostas no chassi. Os motores entregam um total de 250 kW (120 kW cada um) e  640 Nm de torque instantâneo para as quatro rodas. Assim, o veículo oferece mais do que o dobro de torque e potência máxima em comparação com o seu antecessor. A transmissão – compartilhada com o novo Nissan Leaf– inclui inversores e a bateria de íons de lítio de alta capacidade.

O novo elétrico de competição apresenta uma série de componentes mais leves e uma estrutura monocoque de fibra de carbono de competição, permitindo que ele tenha um peso de apenas 1.220 kg. Já a relação peso-potência resulta em uma performance impressionante de 0-100 km/h em apenas 3,4 segundos, ou seja, 50% mais rápido do que o modelo anterior.


Foto: Divulgação/Ninssan