No ano passado, o Grupo Daimler entregou 3,4 milhões de veículos em todos os mercados em que está presente, volume que representou crescimento de 2,4% em relação ao acumulado de 2017, de 3,3 milhões. As vendas resultaram em receita de € 167,4 bilhões, 2% acima do obtido no ano anterior, de € 164,2 bilhões. Apesar do faturamento maior, a corporação alcançou lucro líquido menor, de € 7,6 bilhões, contra € 10,6 bilhões apurados em 2017.

“O ano passado foi marcado por ventos contrários fortes, como o atual debate a respeito do diesel, a introdução de novo método de testes de consumo e emissão para veículos leves (WLTP) e disputa comercial global”, diz em comunicado Dieter Zetsche, presidente do Conselho de Administração das Daimler e chefe da Mercedes-Benz Cars. “Tudo se reflete no resultado financeiro. Mas enfrentamos esses obstáculos e fizemos progressos substanciais em áreas-chave para o futuro.”

Por divisão da empresa, as vendas de automóveis acumularam no ano passado, mais de 2,3 milhões de unidades, o mesmo patamar de 2017, mas com leve alta de 0,4%. Segundo o grupo, trata do oitavo consecutivo de crescimento nas vendas de carros e novo recorde. O desempenho proporcionou receita de € 93,1 bilhões, pouco abaixo do ano anterior de € 94,4 bilhões.

Anúncio

LEIA MAIS

→Daimler Trucks: € 500 milhões para caminhões automatizados.

→Daimler Trucks tem seu melhor ano de vendas

No negócio de caminhões, a Daimler registrou expansão de 10% nas vendas, para 517,3 mil unidades entregues no ano passado, o melhor de todos os tempos, de acordo com empresa. Co o volume, o faturamento da divisão chegou a € 38,3 bilhões ante € 35,8 bilhões anotados em 2017.

A corporação também registrou recorde, o quinto consecutivo, nas vendas de vans, com 421,4 mil veículos negociados, aumento de 5% em relação ao ano anterior. A receita proveniente também cresceu, para € 13,6 bilhões contra € 13,2 bilhões registrados em 2017.

Em ônibus, a alta foi de 7,6% com 30,9 mil unidades vendidas em 2018, o que inclui ônibus completos e chassis. A receita alcançou € 4,5 bilhões, o mesmo nível verificado em 2017. No segmento, a empresa atribui o aumento nas vendas em virtude à recuperação da economia brasileira, ainda que lenta.


Foto: Daimler/Divulgação