Balanço financeiro global divulgado pela CNH Industrial aponta que a corporação obteve lucro líquido de US$ 1,1 bilhão no ano passado, US$ 466 milhões maior em relação ao apurado em 2017, o que representou um avanço 71%. A receita consolidada da empresa alcançou US$ 29,7 bilhões contra faturamento de US$ 27,7 bilhões registrado no ano anterior, um crescimento de 7,2%

O Ebit ajustado das atividades industriais aumentou quase 40%, para US$ 1,585 bilhão, com uma margem de 5,7%, aumento de 1,3 ponto percentual. Enquanto o Ebitda ajustado das atividades industriais foi de US$ 2,671 bilhões, com uma margem de 9,6%, alta de 1,1 pontos percentual.

LEIA MAIS

→CNH Industrial abriga celeiro de inovações

→Logística como berço de desenvolvimento de peças

→CNH anuncia nova estrutura organizacional

A companhia obteve expansão em todos os segmentos nos quais atua: energia, transportes, agronegócios e construção. Na área agrícola, as vendas de equipamentos aumentaram 9,4%, para US$ 11,6 bilhões. No setor de construção, a receita de US$ 3 bilhões apurada em 2018 representou expansão de 19,4%. O negócio de veículos comerciais resultou em faturamento de US$ 10,9 bilhões, em alta de 3,6%. Por fim, as atividades de powertrain obteve receita de US$ 4,5 bilhões, variação positiva de 3,6% sobre o resultado de 2017.

Anúncio

Segundo comunicado aos acionistas, a “empresa segue uma trajetória de crescimento rentável, apesar de um ambiente macroeconômico e de negócios mais retraído na segunda parte do ano, causado pela escalada de tensões comerciais e tarifas relacionadas nos mercados globais, outras incertezas econômicas e políticas (incluindo aquelas relativas ao resultado das negociações do Brexit), e uma expectativa geral de desaceleração no crescimento econômico global.”

Para 2019, a expectativa da CNH Industrial é de que suas vendas líquidas fiquem em torno de US$ 28 bilhões, pouco acima do verificado no ano passado.


Foto: CNH Industrial/Divulgação