Decididas a fazer diferença no novo ambiente que se desenha para a indústria automotiva, BMW e Daimler estão reunindo seus serviços de mobilidade urbana. As empresas anunciaram na sexta-feira, 22 de fevereiro, investimento de € 1 bilhão, por volta de R$ 4,2 bilhões, para desenvolver e integrar suas ofertas de compartilhamento de carros, transporte multimodal, estacionamentos, recargas de veículos elétricos e deslocamentos sob demanda.

A cooperação das empresas compreende a formação de cinco joint ventures:

  •  Reach Now – Oferece variedade de serviços de deslocamento por uma única plataforma O aplicativo permite ao usuário reservar e pagar passagens no transporte público, compartilhamento de carros e aluguel de bicicletas.
  •  Charge Now – Serviço da alemã Digital Charging Solutions (DCS). A empresa desenvolve acesso simples e padronizado em pontos de recarga públicos para fabricantes de automóveis e operadores de frota. Atualmente são mais de 10 mil pontos em 25 países dotados de soluções fáceis de localizar, usar e pagar, tanto na residência do cliente quanto no exterior.
  • Park Now – Serviço de estacionamento pelo qual o usuário pode reservar vagas, gerenciar horários, possibilitar entrada e saída sem ingressos em garagens públicas e fazer pagamentos eletrônicos de taxas de estacionamento. Na Europa e na América do Norte, mais de 30 milhões de clientes já estão usando o serviço em mais de 1,1 mil cidades.
  •  Free Now – Plataforma oferece variedade de serviços de transporte sob demanda, desde táxis a scooters elétricas. O serviço já atende mais de 21 milhões de clientes e conta com mais de 250 mil motoristas cadastrados.
  • Share Now – Serviço de compartilhamento de carros que permite reservar e pagar o uso pelo celular. As empresas adiantam que ampliarão a frota com mais modelos a fim de aumentar cobertura. Atualmente, a plataforma tem 4 milhões de clientes e 20 mil veículos em 31 cidades ao redor do mundo.

“Nossos serviços de mobilidade desenvolveram uma forte base de clientes e, agora, estamos dando o próximo passo estratégico”, diz em nota Dieter Zetsche, presidente do Conselho de Administração da Daimler. “Ao criar uma rede de joint ventures, seremos capazes de moldar a mobilidade urbana atual e futura e tirar o máximo proveito das oportunidades abertas pela digitalização, serviços compartilhados e as crescentes necessidades de mobilidade de nossos clientes. Outras cooperações com outros fornecedores, incluindo participações em startups e players estabelecidos, também são uma opção possível.”

Anúncio

Os serviços de mobilidade das duas empresas têm vasta experiência, carteira que soma mais 60 milhões de clientes ativos até o momento e ampla gama produtos nas principais regiões da Europa e América. Com isso, esperam aumentar presença global aos combinar os serviços das cinco joint ventures.

“Estamos criando um líder global de transformação. Temos uma visão clara: os cinco serviços se unirão cada vez mais para formar um único portfólio de serviços de mobilidade com uma frota de veículos totalmente elétrica e autônoma que cobra e estaciona de forma autônoma e interconectada com os outros meios de transporte”, adianta Harald Krüger, presidente do Conselho de Administração da BMW. “Este portfólio de serviços será uma pedra fundamental em nossa estratégia como provedor de mobilidade. A cooperação é a maneira perfeita para maximizarmos nossas chances em um mercado em crescimento, enquanto compartilhamos os investimentos.”

LEIA MAIS

→BMW e EDP criam estrutura de recarga para veículos elétricos entre Rio e São Paulo

→O esforço isolado da BMW

→Toyota terá compartilhamento de veículos no Brasil

→Modelo de negócio das montadoras mudará até 2025


Foto: Daimler/Divulgação