A partir de maio, a Mercedes-Benz integrará no seu portfólio de chassis rodoviários, opção equipada com freio tambor, mas dotada de sistema eletrônico de estabilidade ESP e de frenagem EBS. A novidade estará disponível para as linhas O 500 RS e RSD, que seguem com a oferta equipado com freios a disco.

Segundo a fabricante, além de diferenças vantajosas no custo de manutenção e até 1% no preço inicial, a adoção do freio tambor promete melhor desempenho em algumas condições regionais, como o tipo de estrada. Depois, garante a marca, testes comparativos mostraram resultados de desempenho idênticos de frenagem entre o sistema a tambor e a disco.

A nova opção nasceu para atender às operações rodoviárias, nas quais atuam veículos 8×2 de dois andares ou com piso inferior destinado somente para bagagens, em rotas de médias e longas distâncias rodoviárias e turismo de luxo.

Anúncio

“É uma demanda de clientes para operar em determinadas regiões e rotas”, diz Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing da fabricante. “Com a permissão de encarroçamentos de 15 metros na configuração 8×2, o chassi deixou de ser um produto de nicho para ganhar versatilidade e competividade no segmento rodoviário.”

Pelas contas do executivo, vendas de chassi 8×2 crescem de maneira exponencial. Enquanto em 2016 a Mercedes-Benz entregou quatro unidades para o mercado, no ano passado os licenciamentos da marca para este tipo de ônibus chegaram a 131 veículos.  “É um mercado em torno de 230 unidades anuais”, contabiliza.


Foto: Mercedes-Benz/Divulgação