Adireção da General Motors da América do Sul e das Américas tem um encontro nesta terça-feira, 19,  com o governador de São Paulo, João Doria, ocasião em que deve divulgar novo ciclo de investimento no Estado.

A empresa só adiantou que fará “um importante anúncio” na ocasião, informando que o encontro será às 11h30 no Palácio dos Bandeirantes. O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e região, no entanto, divulgou nota revelando que a entidade participará da cerimônia com o governador, durante a qual será anunciado novo aporte da GM em sua fábrica do interior paulista.

“O anúncio de novos investimentos é aguardado com expectativa pelos trabalhadores, que em fevereiro aprovaram uma proposta de acordo apresentada pela montadora como condição para novos investimentos em São José dos Campos”, informa Renato Almeida, vice-presidente da entidade que participará hoje da audiência com o governador de São Paulo.

LEIA MAIS

Trabalhadores aceitam proposta da GM para manter fábrica de SJC

GM atrela novo investimento de R$ 10 bilhões às negociações em curso

Da parte da fabricante, estarão presentes o vice-presidente executivo e presidente da GM Américas, Barry Engle, e o presidente da GM América do Sul, Carlos Zarlenga.

No mês passado, a empresa divulgou nota informando que um novo investimento de R$ 10 bilhões no período 2020-2024 estaria atrelado as negociações em curso com os sindicatos, os fornecedores e o governo. Uma parte do investimento iria para a fábrica em São José dos Campos, que produziria, assim, a nova geração da S10

Anúncio

Neste mês, o governo paulista lançou o Programa IncentivAuto, que estabelece desconto de até 25% do ICMS em contrapartida a aportes superiores a R$ 1 bilhão e à criação de pelo menos quatrocentos novos empregos no Estado.

LEIA MAIS

Governo de SP anuncia incentivos ao setor automotivo

Carlos Zarlenga assume comando da GM América do Sul

Trabalhadores repudiam ameaça da GM

GM lança nova família global de veículos a partir de março

Em janeiro, a GM por meio de e-mail distribuído a seus funcionários chegou a anunciar que encerraria atividades no País se não conseguisse reverter o quadro de prejuízos em suas operações locais. A partir daí houve mobilização dos trabalhadores em prol de medidas que garantam novos investimentos no País e uma série de encontro da montadoras com seus fornecedores.


Foto: Divulgação/GM