Um sedã equipado com motor turbo é a novidade que a General Motors promete apresentar no mercado brasileiro até o final de ano como parte da nova família global de veículos da marca que está sendo desenvolvida para a região sul-americana.

Para mostrar o sedã, ainda camuflado, a empresa realizou evento no Campo de Prova de Cruz Alta em Indaiatuba (SP) na manhã desta quinta-feira, 11. A GM não o apresenta como substituto do Prisma, que tem o mesmo porte e compete em idêntico segmento, adiantando apenas que o novo produto tem a missão de complementar o seu portfólio na região. Especula-se que o novo modelo será chamado Onix Sedan.

“Os novos produtos vão surpreender com o máximo em inovação e tecnologias inéditas”, comenta Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul. “O consumidor elegeu a Chevrolet como a marca preferida e continua a dar aos atuais modelos do Onix e do Prisma a liderança absoluta nas vendas. Além disso, o mercado passa por um momento de transformação, o que abre espaço para acrescentarmos novos produtos dentro do mesmo segmento”.

Parte do investimento de R$ 10 bilhões que a GM anunciou em março após ter ameaçado suspender operações nas fábricas paulistas, conforme confirmado pelo governador João Dória no evento de anúncio do novo aporte, a nova família global será destinada a 40 mercados, incluindo os da América do Sul. Segundo a montadora, haverá modelos específicos para atender as preferências dos consumidores de cada região.

LEIA MAIS

GM confirma R$ 10 bilhões nas duas fábricas paulistas

Anúncio

Trabalhadores aceitam proposta da GM para manter fábrica de SJC

Líder em vendas de automóveis e comerciais leves no Brasil há três anos consecutivos, a GM promete 11 lançamentos ao longo deste ano. O primeiro deles foi o novo Camaro, que chegou às lojas em fevereiro, e na sequência virão o novo Cruze e o novo Cruze Sport6.

Onix já caminha para mais um ano na liderança

Com a supervisão do centro de desenvolvimento global de produtos nos Estados Unidos, também participam do projeto os times de designers e de engenheiros sul-americanos “em função da larga experiência no desenvolvimento de carros compactos de sucesso”.

No total, são 1,8 mil especialistas de 14 países trabalhando no desenvolvimento da nova família, incluindo o Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba (SP), o maior do Hemisfério Sul. Antes de definir os produtos, a fabricante realizou amplo estudo internacional a fim de avaliar as necessidades dos consumidores de cada região em relação a design, motorização, espaço interno e tecnologias inovadoras, como as de conectividade.

“Nosso objetivo é superar as expectativas e inaugurar um novo patamar de qualidade, dirigibilidade e performance com esses produtos em seus respectivos segmentos”, explica o brasileiro Gregório Del Rio, engenheiro-chefe global da nova família de veículos da GM.


Foto: Divulgação/GM