Três startups venceram a edição 2018-2019 do Renault Experience, que teve 338 projetos inscritos, de 21 estados. As eleitas foram a Ornitwizy, da Universidade Feevale, do Rio Grande do Sul; Ride, da UFSC, de Santa Catarina; e a EVA, da UFES, Espirito Santo.

Criado em 2008, o Renault Experience é um projeto que tem como objetivo estimular o empreendedorismo e a inovação entre universitários de todo o País na busca por soluções que facilitem o dia a dia da sociedade. Na edição desse ano, além da categoria Soluções de Mobilidade, foram criadas duas novas: Negócios Sociais e Desafio Twizy.

Ao longo de 8 meses, todos os estudantes receberam mentorias de professores e profissionais da Renault e do mercado para estruturar uma ideia, criar o projeto e validá-lo. Em seus 11 anos de existência, o programa já envolveu mais de 38 mil alunos de 467 universidades em 25 estados brasileiros. Em 2016, passou por uma reformulação, quando iniciou o modelo de startups.

A Ornitwizy venceu na categoria Desafio Twizy, com um projeto sobre sistema de mobilidade urbana baseado no modelo de car-sharing que permite a utilização por PcD. A Ride foi a eleita na categoria Soluções de Mobilidade, apresentando um novo conceito de bicicleta elétrica, em alumínio, leve e dobrável.

A EVA, por sua vez, foi a vencedora na categoria Negócios Sociais, ao mostrar uma plataforma de capacitação em gestão de mídias sociais para mães jovens de baixa renda.

Anúncio

LEIA MAIS

FCA propõe fusão com a Renault

Renault avalia novo ciclo de investimento no País

Renault inaugura espaço de inovação em São Paulo

A categoria Soluções de Mobilidade, presente no Renault Experience desde sua primeira edição no formato de startups, busca o desenvolvimento de produtos e serviços que melhorem a mobilidade das cidades. Já a Desafio Twizy tem como base a POM (Plataform Open Mind), apresentada pela marca na edição 2017 do Consumer Electronic Show (CES), em Las Vegas. Trata-se de uma plataforma automotiva de código aberto para o Twizy, permitindo o uso livre dos dados do compacto elétrico para o desenvolvimento de soluções de mobilidade.

A categoria Negócios Sociais, por sua vez, busca desenvolver empresas economicamente viáveis, que trabalhem para gerar impacto positivo na sociedade. Dentro desse propósito, as equipes devem buscar soluções nos temas como inclusão, diversidade, segurança no trânsito e mobilidade urbana sustentável.