Com suas duas principais marcas avançando no mercado brasileiro, a FCA, Fiat Chrysler Automóveis, fechou os primeiros cinco meses do ano com participação de 18,5% nas vendas totais de automóveis e comerciais leves, ante os 17,2% do mesmo período do ano passado.

Enquanto o segmento de veículos leves cresceu 11,1% no acumulado deste ano, a FCA registrou alta de 19,2%, com mais de 191 mil emplacamentos. As vendas da Fiat avançaram 18,1% e as da Jeep ampliaram-se em 22,4%, mais do que o dobro da média do mercado. Três dos seus modelos – Fiat Strada e Argo e Jeep Renegade – estão entre os dez mais vendidos do Brasil.

A Jeep emplacou 50.247 unidades, conquistando participação de 4,9%. Pertencem à marca os dois SUVs mais vendidos do Brasil, o Renegade e o Compass. O Renegade emplacou 27,1 mil unidades no acumulado do ano, o que representou acréscimo de 50% sobre o volume registrado no mesmo período de 2018 e participação de 12,3% no segmento. O Compass teve 22,9 mil emplacamentos, fatia de 10,4% no mercado de SUVs.

“Este tem sido um bom ano para a Jeep, apesar da forte concorrência no segmento de SUVs”, comenta a diretora da marca  para a América Latina, Tania Silvestri. “A liderança de vendas é um estímulo importante para a marca e a rede de concessionários”.

Anúncio

LEIA MAIS

Fiat Toro ganha mais duas opções na versão de entrada

Strada e Toro sustentam Fiat na terceira colocação

FCA retira proposta de fusão com Grupo Renault

As vendas da Fiat atingiram 140.460 veículos nos cinco meses, equivalentes a uma participação de 13,6%. A marca destaca o desempenho do modelo Argo, que acaba de ganhar a versão Trekking e teve o total de licenciamentos ampliado este ano em 27,4%.

A montadora domina 41% do segmento de picapes, com os modelos Strada e Toro. Na avaliação do diretor da marca Fiat para a América Latina, Herlander Zola, “a gama de produtos Fiat está bem posicionada e o mercado está reagindo à proposta de valor da marca”