A crise na Argentina não impediu a FCA, Fiat Chrysler Automobiles, de colher resultados expressivos no terceiro trimestre na América Latina. Com a venda de cerca de 150 mil veículos, a receita líquida na região esbarrou em € 2,2 bilhões, 10% maior do que o faturamento obtido em igual período de 2018

Os números foram reveleados nesta quinta-feira (31) em meio à toda repercussão do anúncio de futura fusão com o Groupe PSA.

Mundialmente, a FCA reportou  resultado líquido  ajustado antes de impostos (Ebit) de cerca de € 2 bilhões de euros no período de julho a setembro, com margem de 7,2%. O resultado é  recorde para um trimestre. Foram negociados em todo o mundo 1,06 milhão no período, com faturamento líqui superior a € 27,3 bilhões.

A operação latino-americana respondeu por € 152 milhões de euros (Ebit ajustado), com expansão de 69% em comparação com igual período do ano anterior e margem de 6,9%.

LEIA MAIS

→ Carlos Tavares confirmado como CEO da FCA-PSA por cinco anos

→ FCA atinge produção de 1,5 milhão de motores E.Torq


Foto: Divulgação/FC

 

*Correção: Diferente do informado na edição original, a receita  da empresa na América Latina cresceu 10% no terceiro trimestre com relação ao mesmo período do ano passado.