A General Motor emitiu comunicado no qual presta contas de que aproximadamente 80% dos Chevrolet Onix Plus envolvidos no recall para atualização do software do motor já foram reparados, além de 99% dos proprietários já terem sido contatados. Estão envolvidos no processo mais de 19 mil unidades, das quais em torno de 7 mil entregues ao mercado.

A convocação ocorreu após circular um vídeo na internet no qual o modelo é consumido pelo fogo no Maranhão. Há também notícia de uma segunda unidade destruída pelas chamas no pátio da fábrica de Gravataí (RS), onde o automóvel é produzido, embora em nota oficial a GM tenha garantido que, neste caso, o incêndio não tinha “relação com o projeto do veículo”.

LEIA MAIS

→GM convoca recall do novo Onix Plus após incêndios

→Recall do Onix Plus começa dia 18

→GM lança nova geração do Onix sem alterar preços

Na sexta-feira, 8 de novembro, o Procon-SP notificou a fabricante para esclarecer o consumidor a respeito do defeito, os potenciais riscos, quando e como foi detectado o problema e os procedimentos adotados para reparação.

Na ocasião, comunicado da montadora informou a identificação de defeito na calibração do módulo de controle do motor, que pode fazer com que ocorra aumento de pressão e temperatura na câmara de combustão. A condição pode levar a quebra do bloco do motor e possível vazamento de óleo que, em contato com área quentes, iniciar incêndio. A nota ainda orientava os proprietários a agendar visita na rede de concessionária a partir do dia 18 de novembro.

Anúncio

Ao que parece, a companhia se antecipou ao recall, além de retomar as entregas do carro que, até então, estavam suspensas. “Não só agimos com senso de urgência ao saber do problema, como trabalhamos com nossa engenharia e com nossa rede de concessionárias para encontrar uma solução e contatar os proprietários do modelo em tempo recorde”, diz em nota Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.

Segundo o dirigente, a engenharia e toda a rede foram mobilizadas para contatar os clientes, o que tornou possível atualizar 80% dos carros afetados e entrar em contato com praticamente todos os proprietários. “Não vamos parar de agir de maneira proativa até que absolutamente todos os carros estejam revisados. Este é o nosso compromisso”, reforça Zarlenga.

A empresa adianta que no próximo fim de semana algumas concessionárias estarão de portas abertas para atender ao recall. Para o processo, a empresa dispõe do telefone 0800 702 4200, do www.chevrolet.com.br/servicos/recall e localizador de concessionárias www.chevrolet.com.br/localizar-concessionaria.


Foto: GM/Divulgação