A Basf anuncia mais uma unidade para produção de elementos para baterias. Depois de Harjavalta, na Finlândia, também sua fábrica de Schwarzheide, na Alemanha, terá área dedicada à fabricação de materiais de cátodo ativo. O início das operações de ambas as fábricas está previsto 2022.

Inicialmente, a empresa estima capacidade de fornecimento para a produção de 400 mil veículos elétricos completos por ano. “As fábricas na Finlândia e na Alemanha oferecerão aos nossos clientes o acesso confiável a materiais ativos de cátodo de níquel, sob medida, próximo às instalações de fabricação europeias”, destaca em nota Peter Schuhmacher, presidente da divisão de Catalisadores da BASF.

Baixa pegada de carbono

Segundo a empresa, com as novas unidades, a Basf se tornará o primeiro fornecedor de material catódico ativo com capacidade de produção local nos três principais mercados da atualidade: Ásia, Estados Unidos e Europa.

Anúncio

A empresa adianta que as fábricas também utilizarão soluções de geração de energia que que visam a ecoeficiência e, consequentemente, baixa de pegada de carbono. Atualmente a unidade da Alemanha utiliza turbina a gás e a vapor, mas com o início da produção de materiais para baterias outras fontes renováveis estão sendo planejadas. A instalação finlandesa abrigará um conjunto de soluções, o que inclui energia hidrelétrica, eólica e biomassa.

LEIA MAIS

→Basf aumenta capacidade produtiva mundial para plásticos de engenharia


Foto: Basf/Divulgação