Programado para a primeira quinzena de abril e postergado por causa da pandemia da Covid-19, que paralisou as linhas de automóveis e comerciais leves no País, o lançamento da nova Strada já tem nova data. A Fiat confirmou esta semana que será dia 26 de junho, com previsão do início de vendas do modelo no mercado brasileiro em julho.

Por causa do novo coronavírus, a Fiat suspendeu as operações da fábrica de Betim, MG, em março e só as retomou no último dia 11. Em meados de abril, o diretor da marca Fiat e Operações Comerciais Brasil, Herlander Zola, adiantava em entrevista on line ser impossível ter o modelo nas concessionária ainda neste primeiro semestre.

O adiamento do seu lançamento, conforme disse na ocasião, foi necessário pela falta de estoque do produto para abastecer a rede. Agora, com a retomada das atividades em Betim, a Fiat prioriza a sua produção para iniciar o segundo semestre com novidade no mercado nacional, que desacelerou por completo diante do isolamento social imposto pela pandemia.

LEIA MAIS

Com os devidos cuidados, FCA retoma produção de automóveis

Anúncio

Nova Strada estará nas concessionárias somente em julho

Antes de chegar nas lojas, a nova Strada deverá ser oferecida em sistema de pré-venda para garantir a entrega das primeiras unidades para os que encomendarem o produto mediante sinal. Desde o início de abril está no ar um site exclusivo da nova picape, com informações preliminares sobre o modelo.

A nova Strada será oferecida nas versões Endurance, de entrada, Freedom e Volcano. Todas elas contam com controle de tração, controle de estabilidade e assistente de partida em rampa. A direção é elétrica e a nova central multimídia permite espelhamento do celular sem cabo.

Líder absoluta no mercado de picapes por anos consecutivos, a Strada fechou 2019 com 59% de participação no seu segmento, há maior desde o seu lançamento há 22 anos.

participação de 58% no segmento em 2019, a maior desde seu lançamento há 22 anos, a Strada tem forte dependência das vendas diretas. Das 76,2 mil unidades licenciadas no ano passado, 72,6 mil, perto de 95%, foram negociadas nessa modalidade.


Foto: Divulgação/Fiat