Levantamento semanal realizado pelo Decope, Departamento de Custos Operacionais da NTC&Logística, associação que reúne transportadores rodoviários de carga aponta recuo de 27,28% na demanda por transporte.

O índice é 3,3 pontos porcentuais em relação à semana anterior, de 30,5%, e se aproxima ao nível do início da pandemia, em meado de março, quando o setor experimentou queda brusca nas transferências de mercadorias, de 26,1%.

De acordo com a pesquisa, denominada Impacto do Coronavírus no TRC, realizada com empresas de todo o País e porte, é o terceiro resultado consecutivo que apresenta melhora em 17 semanas. Cabe lembrar que o monitoramento chegou a registrar queda de 45,2%, apontado no levamento feito entre os dias 13 e 19 de abril.

Por tipo de frete prestado, a movimentação de cargas fracionadas, de pequenos volumes, registrou avanço semanal de 2 pontos porcentuais, chegando agora a uma variação negativa de 21,77%.

Anúncio

Já para cargas lotação, aquelas que ocupam toda a capacidade dos veículos, demandadas principalmente pelas áreas industriais e agrícolas, a retração chegou a 30,90% na semana, ante 34,34% na semana anterior.

Segundo a associação, a melhora tem ocorrido devido a reabertura gradual da economia, na medida em que cidades e estados flexibilizam medidas de distanciamento social.

LEIA MAIS

→Transporte rodoviário de carga sinaliza mais uma melhora

→Transportes registram em abril pior desempenho desde 2011


Foto: CNT/Divulgação