A Scania iniciou processo de eletrificação de caminhões ao lançar comercialmente para o mercado transportador europeu na terça-feira, 16, sua primeira gama de veículos baseada em acionamento elétrico. No pacote apresentado, inicialmente para atender aplicações urbanas, incluem versões 100% elétrica e híbrida plug-in.

Para ambas as opões, os caminhões são oferecidos com as cabines das séries L ou P. No caso do modelo totalmente elétrico, o transportador pode optar entre um conjunto de cinco ou nove baterias, o que proporciona capacidades de 165 ou 300 kWh, respectivamente, para suprir um motor elétrico de 230 kW, o que equivalente a 310 cv.  O alcance pode chegar até 250 km com uma única carga.

Em sistema de carregamento rápido, de corrente contínua, o elétrico da Scania com cinco baterias leva 55 minutos para estar pronto para uma nova operação, enquanto a versão com nove precisa de 100 minutos.

A versão híbrida plug-in traz três baterias com capacidade instalada de 90 kWh para motor elétrico de 115 kW. Como preserva o motor térmico, no caso de 280 a 360 cv, a fabricante sugere ser a ferramenta mais adequada para operações mistas, nos quais incluem trechos rodoviários. A autonomia do caminhão se movido apenas a bateria é por volta de 60 km, porém, em apenas 35 minutos na tomada recupera até 80% da capacidade.

De acordo com a fabricante, as novas opções do portfólio da marca e apenas o início de um processo no compromisso de tornar o ecossistema do transporte mais sustentável. “Lançaremos produtos eletrificados anualmente para toda a nossa linha de veículos, para isso estamos reorganizando nossas unidades fabris”, resume em nota o presidente e CEO global da Scania, Henrik Henriksson. “Em alguns anos, também teremos caminhões elétricos de longa distância, adaptados para carregamento rápido durante os períodos de descanso obrigatórios dos motoristas”,

Anúncio

Conforme ressalta a Scania, a eletrificação de veículos comerciais pesados é fundamental para alcançar meta do Acordo de Paris em limitar o aquecimento global. A tecnologia elétrica é mais uma aliada, junto aos desenvolvimentos baseados em combustíveis alternativos, na estratégia global da marca de sustentabilidade. No Brasil, a empresa começou a pavimentar a alternativa pelo gás.

LEIA MAIS

PepsiCo adquire 18 caminhões Scania a gás

Scania amplia parceiras para o uso do gás no transporte


Foto: Scania/Divulgação