Mesmo com uma participação marginal nos licenciamentos da Honda nos últimos anos no Brasil, o CR-V segue em oferta e, finalmente, acaba de ingressar na linha 2021, mais de um ano depois de ser apresentado em vários outros mercados.

O SUV importado dos Estados Unidos, agora na quinta geração, é oferecido em apenas uma versão, a Touring, por preço sugerido a partir de R$ 264.900,00, e incorpora alterações estéticas e tecnológicas, sobretudo no que diz respeito à segurança. Sob o capô, o conhecido motor 1.5 turbo a gasolina, que desenvolve 190 cv. Acoplado à transmissão CVT.

A rigor, externamente o CR-V não mudou tanto. Passaram por alterações detalhes na grade dianteira, para-choques, conjunto ótico, lanternas traseiras e rodas. No interior, foi modificado o console central, agora com bandeja  retrátil e sistema de carregamento de celular por indução, e adotado um discutível acabamento no painel imitando madeira.

O SUV é equipado com teto solar panorâmico, partida remota e recursos como Head Up Display, bancos do motorista e carona dianteiro com regulagem elétrica, sistema start-stop e GPS nativo integrado na central multimídia

A Honda claramente optou por investir mais nasegurança para deixar o modelo atraente aos consumidores do segmento. O CR-V foi beneficiado com o Honda Sensing, pacote de tecnologias já oferecido no também importado Accord e que inclui controle de cruzeiro adaptativo, sistema de frenagem automático de emergência, de manutenção em faixa de rodagem e sistema para mitigação de evasão de pista.

Anúncio

LEIA MAIS

→ Novo Honda Accord híbrido chega no início do segundo semestre

→ Honda e Toyota fazem recall por bomba de combustível

O  CR-V tem presença diminuta no segmento de SUVs. Não aparece nem entre os 40 modelos mais negociados e, portanto, não influenciará na participação da marca no  mercado interno. Sua função é basicamente agregar imagem de qualidade e sofisticação que pode ser transferida, em alguma medida, a outros veículos da linha Honda.

A montadora acumulou 20,8 mil licenciamentos de janeiro a março de 2021, 4,2% de penetração. Em 2020, foram 84,1 mil unidades negociadas, equivalentes a 4,3% dos emplacamentos de automóveis e comerciais leves, sendo 32 mil do HR-V, SUV nacional e líder de vendas da marca.


Foto: Divulgação