Prestes a ser produzido em série, o e-Delivery determinou a integração da Moura no modelo de produção da fábrica da Volkswagen Caminhões e Ônibus, em Resende (RJ), o Consórcio Modular. A fabricante de bateria, até então já parceira no e-Consórcio – grupo de empresas que desenvolvem o modelo de negócio para o transporte de carga eletrificado –, também passa a fazer parte no processo de montagem do veículo.

Na parceria, a Moura segue com o papel já estava definido de gerenciar todo o ciclo da bateria, agora também assume o fornecimento do sistema de bateria, a instalação no quadro do caminhão e o comissionamento, momento no qual o veículo é energizado pela primeira vez. “Teremos participação de maneira transversal, do começo ao fim da vida útil da bateria”, resume Cristiane Assis, gerente de negócios do Grupo Moura.

O processo começa com envio dos packs de bateria de lítio da CATL, outra parceira no e-Consórcio, para unidade da Moura, em Bom Jardim (PE). Em área específica, a fabricante monta o sistema com mais 30 componentes, dentre cabos, travessas, berço e a integração do BMS, a inteligência eletrônica da bateira, para então fornecer o sistema à linha de montagem de Resende.

Na fábrica da VWCO quase tudo pronto para o início da produção. As primeiras unidades ainda sairão de uma planta piloto antes de migrar para a linha definitiva, onde o elétrico compartilhará parte do processo de montagem com o modelo com motor a diesel.

“Tínhamos um desafio grande para aproveitar as sinergias entre o caminhão elétrico e o convencional. Ambos compartilham, por exemplo, cabine e eixos”, conta Adilson Dezoto, vice-presidente de produção e logística da VWCO. “Produzir os dois sob o mesmo teto é inédito e exigiu uma área de eletrificação de alta tensão com muito conhecimento técnico. Por isso a importância de um parceiro nacional para olhar o todo.”

Anúncio

Quando no mercado, o e-Delivery será suportado por um novo modelo de negócio, que cobre da compra ao pós-venda passando pela estrutura necessária para a operação. “A ideia não é vender apenas o caminhão, mas a solução completa para viabilizar o caminhão elétrico no Brasil”, observa Walter Pellizari, gerente executivo de estratégia corporativa e excelência da VWCO.

Com chegada da Moura, o Consócio Modular em Resende passa a ter oito parceiros, incluindo a VWCO. A Meritor responde pelo conjunto de suspensões metálicas e eixos, enquanto a Suspensys pelas suspensões pneumáticas. A Powertrain, joint-venture entre Cummins e MWM International, fornece motores, a Aethra arma a cabine, a Carese cuida da pintura e, por fim, a Kroschu instala o acabamento interno.

LEIA MAIS

→VWCO mobiliza capacitação na rede para o e-Delivery

→VWCO começa treinamento para produção do e-Delivery

→VWCO oficializa venda dos primeiros 100 e-Delivery para a Ambev


Foto: VWCO/Divulgação