Ao contrário de outras marcas de luxo, como Mercedes-Benz e Audi, que desistiram de produzir localmente, a BMW segue firme no Pais e comemora neste mês a fabricação de 70 mil veículos em sua fábrica de Araquari, SC, inaugurada em 2014. Desse total, metade foi do modelo BMW X1, o carro-chefe da fabricante alemã na região.

A unidade 70 mil é um BMW X1 sDrive20i X-Line na cor  azul phytonic com interior oyster. Das linhas de montagem do complexo catarinense também saem os modelos Série 3, X3 e X4. Ao longo de mais de 6 anos, a montadora exportou parte da produção brasileira para países do NAFTA (Acordo de Livre Comércio da América do Norte).

Mathias Hofmann, diretor geral da fábrica da BMW em Araquari, destaca que o cenário desafiador do momento não impediu a montadora de atingir o expressivo marco de 70 mil unidades premium produzidas no País, destacando ser esse somente o início dos planos da marca para o território nacional:

“Vamos seguir acelerando e acreditando na qualidade e performance do nosso time”, comentou o executivo após  agradecer a colaboração de funcionários, fornecedores, parceiros, rede de concessionários e clientes “que prezam pela qualidade e tecnologia dos nossos produtos”.

Anúncio

Em contraste com outras montadoras instaladas no País, a BMW não vem enfrentado problemas com falta de peças e matérias-primas este ano. A empresa informa que tem conseguido manter produção em andamento, alcançando excelentes resultados na indústria:

“O Grupo BMW fez uma força tarefa globalmente e não há parada de produção por conta de falta de semicondutores, uma vez que todos os contratos firmados estão sendo cumpridos”, revela em nota, garantindo estar mantida a meta de ampliar em pelo menos 10% a produção este ano, atingindo volume superior a 10 mil veículos.

LEIA MAIS

BMW testa elétrico que utiliza hidrogênio como combustível primário

Aplicativos BMW: do Brasil para o mundo.

BMW quer reduzir emissões de CO2 em 200 milhões de toneladas até 2030


Foto: Divulgação/BMW