Nem Volkswagen, nem GM, muito menos Ford. A única das antigas “grandes” do mercado brasileiro presente no ranking dos dez carros mais vendidos no Brasil é a Fiat. E muito bem representada: a marca italiana colocou nada menos do que cinco carros entre os dez primeiros em junho.

Além da líder Strada, que vendeu 9.697 unidades, a Fiat colocou o Argo em segundo lugar, com 9.382 unidades, o Mobi, em quarto l, com 7.529 unidades,  a Toro (5.909) em oitavo e o Cronos, em décimo, com 5.404 licenciamentos.

A Jeep posicionou dois carros entre os dez mais negociados: o Renegade alcançou  7.504 emplacamentos e a quinta posição  e o Compass, a sétima, com 6.046 unidades.

A Stellantis, donas das duas marcas, além da Peugeot, Citroën e Ram,  tem dominado as vendas internas com larga margem. Com 314.713 unidades emplacadas, o grupo encerrou junho  com 31,5% de participação, sendo 220.469 unidades (22,1%) só da Fiat.

A Hyundai colocou seus dois carros entre os dez mais vendidos: além do HB20, terceiro colocado, com 7.609 unidades, o SUV Creta aparece na nona colocação no mês, com 5.902 licenciamentos.

Anúncio

Apenas mais uma marca figurou no ranking dos dez modelos mais vendidos: a Renault, com o Kwid, que somou 6.083 unidades e ficou em sexto lugar.

Líder e terceiro colocado em janeiro, os Chevrolet Onix e Onix Sedan despencaram na tabela. O hatch vendeu apenas 2.532 unidades em junho, 21ª posição, enquanto o sedã caiu para o 33º lugar, com 1.525.

Os dez modelos mais negociados em junho

1 Strada            9.697
2 Argo               9.382
3 HB20             7.609
4 Mobi              7.529
5 Renegade      7.504
6 Kwid              6.083
7 Compass       6.046
8 Toro               5.909
9 Creta              5.902
10 Cronos         5.404


Foto: Divulgação