A Kinto, braço de serviços de mobilidade da Toyota,completa um ano no Brasil com resultados até surpreendentes, na avaliação da própria empresa. De certa forma, a pandemia da Covid-19 acabou acelerando a demanda por serviços. Muitos consumidores, por exemplo, abriram mão do transporte coletivo para ter maior segurança em deslocamentos em um veículo exlcusivo.

O Kinto Share, de compartilhamento de veículos, alcançou mais de 32 mil usuários cadastrados e acima de 13 mil diárias de aluguel  ao fim de um ano, 60% a mais de cadastros e 115% acima no total de diárias do que nos seis primeiros meses de operação em 2020 erncerrados em dezembro.

“O resultado demonstra que a busca por serviços de mobilidade como o compartilhamento  tem se tornado uma opção definitiva para os consumidores”, afirma Roger Armellini, diretor de mobilidade da Toyota, que reconhece que a ampliação da oferta desse serviço em 41 concessionárias Toyota agora ante as nove iniciais naturalmente ajudou.

Anúncio

O Yaris é o modelo mais solicitado pelos consumidores do Kint Share. O carro responde por um terço das locações, que podem ser diárias ou apenas por algumas horas. Mais recente lançamento da Toyota, o SUV Corolla Cross acaba de ser incorporado no portfólio de produtos do serviço e tem diária de R$ 331,00. Os veículos podem ser retirados nas concessionárias ou serem entregues, mediante uma taxa, em local a combinar.

O Kinto One, serviço de gestão de frotas, também registrou um salto nos últimos meses. Encerrou o primeiro semestre deste ano com aproximadamente 500 clientes e 3 mil veículos em operação, avanço de 300% diante dos números consolidados no primeiro trimestre de 2021, quando a carteira era composta por 120 empresas e perto de 1 mil.000 veículos.

LEIA MAIS

→ Exportações da Toyota superam volume pré-pandemia


Foto: Divulgação