Com o objetivo de ampliar a participação da marca no mercado africano, a Randon Implementos firmou parceria com a JAP África, subsidiária do grupo português JAP, para constituir uma unidade CKD (Completely Knocked Down) no Quênia. A montagem local de semirreboques, a partir de conjuntos de plataformas e basculantes enviados do Brasil, também visa atender países vizinhos, como Tanzânia e Uganda.

“Nossa atuação no Quênia é relevante para a companhia e é reconhecida pelos nossos clientes. Todo o leste do continente africano está em franca expansão e buscamos manter o protagonismo nesta região, com parcerias estratégicas consolidadas”, revela o diretor geral da Randon Implementos, Sandro Trentin.

A fabricante do Rio Grande do Sul já atua no Quênia há 17 anos, com exportação próxima de 3 mil produtos ao longo desse período. As primeiras unidades CKD foram embarcadas para o país africano no mês passado. O Grupo JAP iniciou processo de internacionalização em 2010, começando por Angola. Hoje está presente também em Uganda, Tanzânia, além do Quênia.

Anúncio

LEIA MAIS

Empresas Randon têm o melhor trimestre de sua história

Randon exporta semirreboques para o Senegal

Diogo Pinto, vice-presidente do Grupo JAP, diz que a parceria com a Randon é altamente estratégica para o projeto da companhia de suprir as necessidades dos clientes africanos com produtos e serviços com qualidade neste setor.

“A Randon Implementos nos traz não só um produto altamente adaptável às difíceis condições do território, como também o profissionalismo e facilidade de diálogo com as suas equipes. Juntos pretendemos liderar o mercado num futuro próximo”.


Foto: Divulgação/Randon/Edwin Koech