Após adiar o retorno dos segundos e terceiros turnos do dia 12 para 26 de julho, a Hyundai informa agora que vai antecipar para a próxima segunda-feira, 19, a volta das suas operações normais na fábrica de Piracicaba, no interior paulista. O primeiro turno foi reativado na quinta-feira, 15, três dias após do programado anteriormente.

Essas idas e vindas na área produtiva, que também ocorrem em outras montadoras, decorrem da falta de semicondutores, sem os quais é impossível manter as linhas de montagem em operação. De acordo com o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, a previsão de normalização do abastecimento desses componentes está prevista apenas para o final do primeiro semestre do ano que vem.

Tanto é que a própria Hyundai, em comunicado divulgado nesta sexta-feira, 15, adianta que “a empresa segue monitorando a situação de instabilidade no fornecimento e tomará as medidas necessárias para adaptar, sempre que necessário, os volumes de sua produção”.

LEIA MAIS

Hyundai estende a suspensão de dois turnos por duas semanas

VW suspende produção em Taubaté e dá férias coletivas no ABC

Anúncio

Em junho, GM cai para o sétimo lugar e Hyundai é a terceira

A montadora que não está sofrendo com esse problema no País é a General Motors, que está sem produzir a nova geração do Onix em Gravataí, RS, desde 5 de abril. O retorno, ainda não confirmado, está previsto apenas para 16 de agosto.

A Volkswagen é outra que também está com a produção de Taubaté, SP, paralisada desde o início desta semana. Serão 20 dias sem operações na fábrica do interior paulista e a partir da segunda-feira, 19, a empresa suspenderá um turno, por meio de férias coletivas, no complexo de São Bernardo do Campo, também por três semanas.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a Volkswagen não descarta conceder férias para outro turno quando houver o retorno do que será suspenso semana que vem. Ou seja, está sendo bastante complexo para as montadoras em geral administrar a questão da falta de semicondutores, que pode até se agravar neste segundo semestre de acordo com projeções de executivos do setor.


Foto: Divulgação/Hyundai