A Toyota celebra os cinco anos de atividades da fábrica de motores de Porto Feliz (SP) com a certeza de que a lição de casa de está sendo bem-feita. A unidade, única da marca a produzir motores na América Latina e Caribe, foi reconhecida pela matriz como a mais limpa do Grupo, parcela de contribuição na estratégia da corporação de neutralizar carbono até 2035.

Ao longo dos cinco anos, segundo dados da empresa, os programas ambientais da fábrica conseguiram redução de 56% dos resíduos, de 32% a emissão de CO2 e de 42% a utilização de água no processo produtivo.

“Porto Feliz é um exemplo de como estamos comprometidos com o processo de neutralidade de carbono, mesmo expandindo nossas atividades produtivas”, reforça em nota o gerente-geral da planta, Gilberto Paulino.

Resultado de um investimento inicial de R$ 580 milhões, a unidade de Porto Feliz nasceu para dar sustentação à estratégia de crescimento da marca na região, especialmente com o início da produção do Dual VVTi para o Etios.

Mais recentemente recebeu novo aporte de R$ 600 milhões para produção do motor 2.0L Dynamic Force, integrante da nova plataforma TNGA sobre a qual são construídos o Corolla, desde 2019, e o Corolla Cross.

Anúncio

Com capacidade produtiva para 170 mil motores por ano, a fábrica de Porto Feliz supre as fábricas de Sorocaba (SP), onde são produzidos o Etios para exportação, Yaris e Corolla Cross, e Indaiatuba, casa do Corolla sedã. Desde a inauguração da unidade, a fabricante conta mais de 630 mil motores produzidos.

LEIA MAIS

→Exportações da Toyota superam volume pré-pandemia

→Toyota Corolla Cross é candidato ao topo da marca e do segmento

→Toyota elege Corolla Cross para marcar época


Foto: Toyota/Divulgação