Apresentados este mês na Alemanha, os BMW i4 e iX serão lançados no Brasil. Embora a montadora alemã não revele uma data precisa, nem mesmo  o mês, disse que será “em breve”. Para a Europa, o lançamento dos dois modelos elétricos foi antecipado para novembro próximo.

“Os novos BMW iX e i4 chegarão com foco nos desejos do cliente brasileiro que amam tecnologia, design e esportividade, agora também elétrico. Este é o primeiro passo em uma nova revolução elétrica”, limitou-se a afirmar em nota Roberto Carvalho, diretor comercial da BMW no Brasil.

O i4 M50, definido pela montadora como um gran coupé, é o primeiro modelo totalmente elétrico da marca e promete desempenho que agradará quem busca muita esportividade. Com um motor dianteiro e outro traseiro, desenvolve 544 cavalos, potência que é distribuída entre as quatro rodas, com a transmissão do torque concentrada, em sua maior parte, na traseira.

O modelo acelera de zero a 100 km/h em impressionantes 3,9 segundos. Segundo a BMW, a autonomia chega a 510 km pelo ciclo WLTP. O conjunto de baterias foi posicionado entre os eixos do carro e, em estações ultrarrápidas de recarga com capacidade de admissão de energia de até 200 kW, podem ser recarregadas de 10% a 80% em apenas 31 minutos.

A BMW também concebeu uma segunda versão mais mansa do modelo, a eDrive40, que tem 340 cv de potência,  com tração traseira  e que acelera de zero a 100 km/h em 5,7 segundos. Com uma carga completa de bateria, poder rodar até 590 km.

Anúncio

O iX, um SUV, também será oferecido em duas versões, ambas com tração integral. A xDrive 50 tem 523 cv e acelera de zero a 100 km/h em 4,6 s —  uma opção ainda mais forte está sendo desenvolvida e deve ultrapassar os 600 cv. Sua autonomia é calculada  em 630 km. A segunda opção, a xDrive 40, tem motorização de 326 cv capaz de levar o SUV da imobilidade aos 100 km/h em 6,1 segundos. A autonomia é de 425 km.

O SUV tem painel curvo que abriga quadro de instrumentos de 12,3 polegadas e a central de 14,9″. Virá equipado com internet 5G e o sistema de navegação utiliza realidade aumentada. Outra tecnologia inédita é a possibilidade de gravar os últimos 200 metros exigidos para uma manobra. Com a ajuda de sensores e câmeras, o BMW consegue repetir o percurso e estacionar quase que sozinho.

LEIA MAIS

→ Otávio Rodacoswiski assume fábrica da BMW em Araquari

BMW trocará airbags de 52 mil veículos no Brasil


Foto: Divulgação