Versões de carros sempre são mais ou menos do mesmo. O Arrizo 6 Pro, lançamento da Caoa Chery, não é diferente. Com o novo produto, no entanto, a marca sugere um apelo adicional. Além de entregar mais, surge com diferenciais e argumentos de luxo para se apresentar como um modelo inteiramente inédito, embora irmão do Arrizo 6 GSX.

A competição no mercado, inclusive, será a mesma. Por R$ 139.990,00 (preço de lançamento de R$ 134.990,00) o Arrizo 6 Pro chega para tirar forças de modelos tradicionais e consolidados, como Toyota Corolla, Honda Civic e Chevrolet Cruze. Não é tarefa simples, mesmo porque tem missão de seduzir um consumidor com perfil reconhecidamente fiel.

A estratégia segue a toada do que vem de maneira acertada rendendo resultados para a marca. “Máxima entrega com menos dinheiro, na medida que o consumidor consegue absorver”, resume Marcio Alfonso, CEO da Caoa Chery.

No caso do Arrizo 6 Pro, são “mimos a mais no design e no conteúdo”, como diz o gerente de marketing Henrique Sampaio. Por fora, são pequenas alterações que marcam as diferenças em relação do GSX. Por exemplo, a grade dianteira com frisos cromado, os faróis de LED e as rodas de liga 17 polegadas. No interior, porém, quase tudo é inédito.

O modelo proporciona um ambiente agradável e organizado. O console central mais alto facilita a vida a bordo com comandos para o freio de estacionamento e para o multimídia, um prático atalho que evita o toque na tela. Esta, aliás, tem 10,25 polegadas e incorpora os aplicativos Apple Car Play e Android Auto.

Conveniências e segurança também não faltam. O motorista conta com sensores de ponto cego, câmera 360°, monitoramento da pressão dos pneus, ajuste elétrico do banco do motorista e possibilidade de configurar a iluminação interna. O conjunto mecânico segue com o motor 1.5 turbo flex de 150 cv e torque de 21,4 kgfm associado a câmbio CVT de 9 velocidades.

Anúncio

O Arrizo 6 Pro representa mais um tijolo que a Caoa Chery assenta na construção da marca desde quando nasceu, em novembro de 2017. De lá para cá, a fabricante enfileirou nove lançamentos. “Foi uma evolução rápida e em pouco tempo conquistamos quase 2,7% do mercado”, contabiliza Alfonso. “Temos confiança de termos 3% no que vem.”

Na seara dos sedãs médios, a Caoa Chery está distante da dianteira ocupada pelo Corolla e da segunda posição do Civic, o que não se traduz em fracasso. Até agosto a marca alcançou participação 4,23% na categoria com 2,1 mil unidades do Arrizo 6 GSX. Foi o quinto modelo mais vendido no segmento. Até fim do ano, a empresa espera dispor para a rede em torno de 200 unidades por mês.

LEIA MAIS

→Caoa Chery já é a 10ª marca mais vendida no País

→Caoa Chery reforça presença no concorrido segmento de SUVs

→Produção acumulada da Caoa Chery supera 50 mil veículos


Fotos: Caoa Chery/Divulgação