A Hyvia, joint venture entre o Grupo Renault e a empresa de células de combustível Plug Power, apresentou o primeiro protótipo do Renault Master H2-Tech. O modelo, movido a hidrogênio, promete autonomia de até 500 km e estará disponível ao mercado europeu a partir do ano que vem.

O furgão, com volume para 12 m³ de carga, é equipado com uma célula de combustível de 30 kW, bateria de 33 kW e quatro tanques que somam 6 kg de hidrogênio. O veículo, no entanto, compõe parte de um amplo projeto que pretende oferecer um ecossistema completo para o transporte sem emissão de CO2.

Junto ao protótipo, a Hyvia também irá oferecer a estação de recarga de hidrogênio. No caso, permitirá abastecimento em aproximadamente 5 minutos. Além disso, a empresa entregará a possibilidade de o combustível poderá ser produzido no próprio local do frotista, por meio de eletrólise de água, ou a granel, por tubulação.

A partir da ideia de atrair grandes frotistas e órgãos governamentais, o modelo permite mostrar de maneira efetiva toda a solução da Hyvia, desde a produção e a distribuição do hidrogênio até a oferta dos veículos.

“A Hyvia foi criada para fornecer soluções de mobilidade a hidrogênio sob medida para nossos clientes, para enfrentar os desafios da mobilidade a hidrogênio. A Hyvia vai implementar seu ecossistema completo nos territórios e frotas dos clientes pessoa jurídica, para uma mobilidade descarbonizada”, resumiu em nota David Holderbach, CEO da Hyvia.

O ecossistema da Hyvia será essencialmente francês. A estação de recarga será montada na fábrica da Renault, em Flins, unidade dedicada aos elétricos Zoe e Micra, da Nissan. O furgão, por sua vez, será produzido em Batilly, casa dos comerciais leves da fabricante. A integração dos sistemas elétricos e célula de combustível ficará por conta da PVI, subsidiária do Grupo Renault, em Gretz-Armainvilliers. E, por fim, o motor virá da fábrica de Cléon, enquanto os tanques de hidrogênio serão fornecidos pela Faurecia.

Anúncio

Além do Renault Master H2-Tech, a empresa também prepara os lançamentos das versões a hidrogênio do Master Chassi-Cabine e do Master Citybus para 15 passageiros.

LEIA MAIS

→Renault coloca Fernando de Noronha no caminho de emissões neutras

→Renault fecha parcerias para produção de baterias de carros elétricos

→Renault ElectriCity produzirá 400 mil veículos elétricos por ano

→Renault terá utilitários elétricos com uso de hidrogênio


Foto: Grupo Renault/Divulgação