A Toyota investirá pesado na produção de baterias automotivas nos Estados Unidos e que equiparão os futuros veículos elétricos da marca japonesa. Serão destinados cerca de US$ 3,4 bilhões para o desenvolvimento de produtos e a constituição de uma ampla estrutura produtiva na região até 2030.

A fabricação de baterias na América do Norte faz parte de plano global de eletrificação orçado em US$ 13,5 bilhões e que foi anunciado há um mês pela Toyota Motor Corporation. “Este investimento ajudará a introduzir veículos eletrificados mais acessíveis para os consumidores dos Estados Unidos, reduzir significativamente as emissões de carbono e criar ainda mais empregos ligados ao futuro da mobilidade”, afirmou Ted Ogawa, CEO da Toyota Motor North America.

De qualquer forma, a divisão norte-americana da Toyota pretende acelerar a produção local de baterias por intermédio de uma nova empresa a ser constituída e que, em conjunto com a Toyota Tsush, construirá uma planta dedicada, projeto que consumirá US$ 1,29 bilhão até 2031, ainda que o início de operação esteja previsto para bem antes, em2025.

O empreendimento se concentrará primeiro na produção de baterias para veículos elétricos híbridos e deve congregar 1.750 funcionários. Parte do quadro e da futura estrutura se dedicará a ajudar a própria Toyota a desenvolver e expandir a cadeia local de suprimentos local e o know-how de produção de baterias de íon-lítio.

Anúncio

LEIA MAIS

→ “bZ4x” dá a largada na família de elétricos da Toyota

A Toyota projeta que até o fim desta década 70% de suas vendas nos Estados Unidos sejam de veículos eletrificados, três vezes mais do que a participação atual. A marca já negociou  mundialmente 18,7 milhões de automóveis com algum nível de eletrificação, perto de 4,5 milhões no mercado estadunidense.

A linha global de produtos híbridos (HEV), híbridos plug-in (PHEV), células de combustível (FCEV) e elétricos a bateria (BEV) passará dos atuais   modelos para cerca de 70 nos próximos três anos. E até 2030, a Toyota espera vender 2 milhões de veículos com emissão zero (BEVs e FCEVs) globalmente e entre 1,5 milhão a 1,8 milhão de veículos eletrificados nos Estados Unidos.


Foto: Divulgação