Criada em novembro do ano passado após a Caoa adquirir 50% da Chery Brasil, a nova montadora Caoa Chery vem crescendo mês a mês no mercado brasileiro. Com 1.006 veículos comercializados em setembro, a empresa ampliou participação no País pelo oitavo mês consecutivo e conquistou no mês a 15ª colocação no ranking das marcas mais vendidas por aqui.

No acumulado dos primeiros oito meses de 2018, a Caoa Chery emplacou total de 5.047 veículos, o que representa expansão de 86,4% em relação aos 2.707 licenciamentos realizados pelas duas marcas no mesmo período do ano passado enquanto ainda não atuavam juntas no País.

“Saímos da 20ª posição no ranking das marcas mais vendidas em junho para a 15ª em setembro. Um crescimento significativo que mostra a força da Caoa Chery no mercado brasileiro e o resultado de todo um plano de investimento em tecnologia, design e na qualidade dos nossos produtos e serviços”, comenta Marcio Alfonso, CEO da montadora.

O Tiggo 2, SUV lançado em março para concorrer no segmento que mais cresce no Brasil, é apresentado pela empresa como o grande responsável pela expansão da marca ao longo dos últimos meses. Em setembro foram emplacadas 766 unidades do SUV, 5% a mais do que o volume registrado em agosto e 67% a mais do que o número de licenciamentos de julho.

Anúncio

LEIA MAIS

Tiggo 2, o primeiro Caoa Chery

Tiggo 2 ganha transmissão automáticao

Até o final do ano, a Caoa Chery apresentará três novos produtos no mercado brasileiro, que serão expostos no Salão do Automóvel de São Paulo em novembro e devem reforçar ainda mais a participação da montadora no País. Dentre as novidades tem o sedã Arrizo 5 e mais um SUV, o Tiggo 4.

LEIA MAIS

Caoa Chery inicia a produção do Arrizo em outubro

Caoa Chery: a nova marca brasileira de veículos.

De acordo com Alfonso, o fortalecimento dos serviços de pós-venda e da rede de concessionárias também são fatores que têm contribuído positivamente para o crescimento da Caoa Chery, que revisou recentemente para 111 o número de lojas que devem ser inauguradas no País até dezembro.

 


Fonte: Divulgação/Caoa Chery