A Toyota espera repetir em 2019 o bom momento no qual atravessa no País. No ano passado, com pouco mais de 200 mil automóveis e comerciais leves vendidos, o melhor de sua história no Brasil, em alta de 5% sobre 2017, a empresa estima mais um crescimento no período que se inicia, de 9,5%, para volume em torno de 219 mil unidades negociadas.

Com o mesmo ímpeto, empresa também projeta ritmo mais acelerado em suas unidades produtivas no Brasil. Depois de cravar recorde com 209 mil veículos produzidos em 2018, crescimento de 5,7% em relação ao ano anterior, a expectativa é de aumentar em mais 7,6% a produção, chegando a 225 mil unidades.

Além das expectativas otimistas para o mercado interno, a empresa também enxerga as exportações como oportunas. Nas contas da Toyota, do volume total que produzirá neste ano, 65 mil unidades terão destinos externos ou 28% do que sairá das linhas de montagem.

As unidades de Sorocaba e Indaiatuba (SP) são responsáveis também por abastecer seis países da região da América Latina com Etios e Corolla. Mais recentemente, em julho do ano passado, também o Yaris iniciou atuação internacional, quando passou a ser exportado para a Argentina e, no começo deste ano, para a Colômbia.

“Em 2013 a Toyota iniciou seu plano de regionalização na América Latina e agora podemos ver os frutos dessa iniciativa”, conta em nota Steve St. Angelo, CEO da Toyota para a América Latina e Caribe. “No ano passado, em comparação com 2012, nossa produção na região cresceu 87%, as vendas aumentaram em 37% e nosso market share saltou de 5,2% para 9,5%. Sonhos como este só acontecem quando trabalhamos juntos como um time e uma região. Nós queremos seguir colaborando e sermos cada vez mais competitivos em nível global.”

Anúncio

LEIA MAIS

→Toyota produzirá veículo híbrido flex em 2019

→Toyota já opera em três turnos em Sorocaba e Porto Feliz

→Toyota abrirá mais 50 revendas em dois anos

No ano passado, ao completar sessenta anos de atividades no Brasil, a Toyota conclui um ciclo de investimento de R$ 2,6 bilhões para aperfeiçoamentos de processos e novos produtos, como o lançamento do Yaris em junho de 2018. Aportes adicionais ainda receberam as unidades de Sorocaba, de R$ 1 bilhão para a instalação da linha de montagem do recente modelo, de Porto Feliz (SP), onde faz motores, de R$ 600 milhões, e Indaiatuba, de R$ 1 bilhão para modernização das instalações.


Foto: Toyota/Divulgação