Com o objetivo de ampliar a produção do Yaris e do Etios para melhor atender o mercado interno e também outros países latino-americanos, a Toyota iniciou nesta segunda-feira o terceiro turno na fábrica de Sorocaba, onde são produzidos os dois modelos, e também na planta de motores de Porto Feliz, ambas no interior paulista.

Anunciada em maio, a decisão de operar por 24 horas ininterruptas nas duas instalações envolveu investimento de R$ 600 milhões e a contratação de 870 trabalhadores nas área de produção e manutenção.

LEIA MAIS

Toyota já contratou 906 funcionários

Toyota abrirá mais 50 revendas em dois anos

Com Yaris, Toyota quer bater recorde de vendas

Lançado em junho, o  Yaris está posicionado entre o sedã médio Corolla, líder de vendas do segmento, e o Etios, compacto disponível no mercado brasileiro desde 2012. Ambos já são exportados para a Argentina, sendo que o Etios também é comercializado no Paraguai, Uruguai e Peru.

Anúncio

Inaugurada há seis anos, a fábrica de Sorocaba emprega atualmente 2.841 funcionários. Só do Etios, saíram das suas linhas de montagem de janeiro a setembro deste ano total de 66.647 unidades nas versões hatchback e sedã, sendo que 28.286 foram exportadas para países da América Latina. Do modelo Yaris foram produzidas 22.728 unidades (entre hatch e sedã), das quais 2.112 tiveram como destino a Argentina.

A fábrica de Porto Feliz é a primeira da marca a produzir motores em toda a América Latina e Caribe, operando com inovadora tecnologia de processos de produção. Há pouco mais de dois anos, a unidade é responsável pela fabricação dos propulsores flex fuel e a gasolina, Dual VVTi, de 1.3L e 1.5L, que equipam Etios e Yaris.


Foto: Divulgação/Toyota