O Grupo Volkswagen divulgou seu balanço de vendas para o mês de fevereiro na sexta-feira, 15 de março, com uma queda de 1,8% nas entregas mundiais, para 724 mil unidades ante 737,8 veículos vendidos computados no mesmo mês do ano passado.

A variação negativa 1,8% também se repete no resultado dos dois primeiros meses ano. No período, os mercados mundiais absorveram 1,6 milhão de unidades, o mesmo patamar de um ano antes.

De acordo com o relatório da companhia, no entanto, apesar do desempenho mais fraco na comparação com o ano passado, o grupo se desenvolveu melhor em relação à queda do mercado mundial como um todo, com ganho de participação em regiões como a Europa Ocidental, América do sul e Ásia-Pacífico.

No comunicado, Christian Dahlheim, chefe de vendas do Grupo, diz que a companhia entregou número de veículos menor do que no mesmo período de 2018, mas que foi capaz de aumentar participação em um mercado global cada vez menor. “Apesar do ambiente de mercado, que continua a ser desafiador como esperado, continuamos sólidos no início de ano. Com a nossa ampla ofensiva de produtos, estamos confiantes de que iremos mais uma vez registrar um leve aumento nas entregas este ano”, diz lembrando que em 2019, as marcas do Grupo Volkswagen lançarão mais de 90 novos modelos.

LEIA MAIS

→Volkswagen comemora a produção de 5 milhões de Tiguan

Anúncio

→Volkswagen é a marca que mais cresce no País

Neste início de ano, ao contrário do que costuma registrar os balanços de venda do grupo, enquanto seu desempenho no maior mercado global, a China, apurou queda de 7,4% com 234,4 mil unidades negociadas em fevereiro, no Brasil, que puxa a alta na América do Sul de 34,5% (40,4 mil veículos), a companhia contabilizou crescimento de 115,9% para 29,4 mil unidades licenciadas.

A empresa destaca que o forte declínio do mercado argentino, onde o grupo relatou queda 46,4% em fevereiro, para 6,3 mil unidades, foi mais do que compensado pela contribuição das vendas brasileiras.

Na Europa, os 334,4 mil veículos das marcas do grupo vendidos em fevereiro representaram leve crescimento de 1,1% sobre o volume apurado no mesmo mês de 2018, de 330,8 mil unidades. Somente em seu mercado doméstico, a Alemanha, a alta foi de 3,6%, para 105,5 mil veículos, na mesma base de comparação.

Na América do Norte, as entregas foram 5,8% menores, com 65,2 mil unidades vendidas, com quedas nos Estados Unidos (5,1%) e México (6,7%).


Fotos: Volkswagen/Divulgação