No quesito segurança, os modelos da Volkswagen, especialmente os construídos sobre a plataforma MQB, têm esbanjado competência. Golf, Polo e Virtus já tinham passado com louvor nos testes da Latin NCAP ao serem reconhecidos com cinco estrelas tanto no que diz respeito à proteção de adultos quanto de crianças. O T-Cross é o mais recente se juntar ao grupo como um dos mais seguros.

De acordo com o relatório do Latin NCAP, o primeiro SUV compacto da VW produzido no Brasil alcançou a mais alta qualificação para ocupantes adulto e infantil, além do prêmio Latin NCAP Advanced Award de Proteção de Pedestres e Tecnologia de Frenagem de Colisão Múltipla (reconhecimento também compartilhado com o Polo anteriormente).

O programa de avaliação destaca os seis airbags como equipamento padrão de fábrica e o controle eletrônico de estabilidade presente em todas as versões como preponderante para o resultado, além de uma inciativa encorajadora para que outras fabricantes também adotem os recursos em mais veículos.

“Apelamos a todos os fabricantes de veículos para alcançarem resultados de cinco estrelas e pontuações máximas para toda a sua frota no mercado do Latin NCAP. É inaceitável que, mesmo em 2019, alguns fabricantes globais não tenham atingido as cinco estrelas nos testes de batida do Latin NCAP”, observa em nota Alejandro Furas, secretário geral do programa.

Anúncio

A Volkswagen acrescenta que o resultado positivo nos testes também se deve à construção dos modelos, com uma estrutura composta por diversos tipos de aço, dos chamados de ultra-alta resistência aos conformados a quentes, que chegam a ser dez vezes mais resistentes se comparados ao material de gerações anteriores.

Dentre as avaliações do Latin NCAP, os modelos são submetidos a colisão frontal a 64 km/h contra barreira deformável, impacto lateral de uma barreira sobre trenó a 50 km/h contra o veículo, além de o modelo ser lançado em direção a um poste a 29 km/h.

LEIA MAIS

→Disponível em pré-venda, T-Cross parte de R$ 85 mil

→“2019 é o ano-chave para a Volkswagen do Brasil”, diz Pablo Di Si

→Volkswagen terá segundo turno e o retorno de 500 funcionários no Paraná


Foto: Latin NCAP/Divulgação