Parte de plano de reorganização de sua estrutura de produção, a Pirelli decidiu encerrar as atividades de sua fábrica de Gravataí (RS), onde produz pneus para motocicletas. Segundo comunicado emitido pela matriz da empresa, em Milão, Itália, a decisão considera a “subutilização da unidade e o difícil contexto econômico do País”.

Em paralelo, a fabricante programa um ciclo de investimento de € 120 milhões (em torno de R$ 530 milhões) para o período 2019-2021 para atualização e adequações nas fábricas de Campinas (SP) e Feira de Santana (BA).

A produção de Gravataí será transferida para a unidade de Campinas, onde atualmente a empresa produz pneus para carros, até meados de 2021. A companhia diz a reorganização promoverá a criação de um polo industrial para atender aos mercados da América Latina, além melhorar “processos de produção e fluxos logísticos, graças à localização favorável da fábrica de Campinas, mais próxima das instalações dos fabricantes de automóveis e motocicletas”.

A empresa estima que a ampliação da operação em Campinas permitirá a contratação de 300 pessoas até 2022. Gravataí, no entanto, emprega 900 colaboradores. Segundo a empresa, as demissões serão negociadas e o sindicato local já foi informado.

Anúncio

A Prometeon, originária da extinta Pirelli Industrial, também opera em Gravataí com a produção de pneus para veículos comerciais pesados e confirmou que seguirá com sua presença industrial no local. Segundo o comunicado, ambas as empresas “avaliarão de forma recíproca as ações destinadas a mitigar o efeito sobre o emprego, de forma compatível com as condições do setor. mercado local e a competitividade dos respectivos negócios”.

No mais recente balanço da Anip, associação que representa os fabricantes de pneus no País, as vendas no primeiro trimestre registraram uma queda de 2% em relação ao mesmo período do ano passado, com 14,3 milhões de unidades entregues. Somente os negócios do segmento de motos, no entanto, registraram uma alta de 6,2%, para 2,4 milhões de pneus vendidos no mercado de reposição.

LEIA MAIS

→Pirelli Industrial de cara nova


Foto: Pirelli/divulgação