Diante do desempenho anotado nos últimos dez meses, a Anfir revisou sua projeção para o encerramento do exercício de 2019. A associação agora aposta em uma alta superior a 25% em relação ao resultado do ano passado. Caso a estimativa se consolide, a indústria de implementos rodoviários deverá anotar vendas em torno de 115 mil unidades.

“Os números de mercados apurados até agora estão maiores que nossas projeções anteriores”, diz em comunicado Norberto Fabris, presidente da Anfir. “Embora o desempenho ainda esteja abaixo dos números de 2012/2013, é um bom sinal de recuperação da nossa economia.”

A expectativa da entidade que representa os fabricantes de implementos rodoviários anterior apostava em alta por volta de 20%, o que representaria volume de até 110 mil unidades.

LEIA MAIS

→Venda de implementos registra alta de 37% no ano

→Anfir: US$ 6,5 milhões em vendas externas na Fenatran.

Anúncio

→Anfir reúne 25 importadores em rodada de negócios na Fenatran

A dois meses de acabar o ano, as vendas acumuladas de implementos chegaram perto de 100 mil unidades. De janeiro a outubro, o mercado transportador absorveu 99,8 mil produtos, volume, volume 36,76% maior do que o apurado um ano antes de 73 mil unidades.

Na divulgação do balanço dos dez primeiros meses do ano, na quarta-feira, 6 de novembro, o dirigente da Anfir preferiu não estimar um volume. A justificativa se sustentava na imprecisão no cálculo do resultado em virtude da interferência de diversos fatores, como o habitual desaquecimento do fim de ano com os feriados.

Para o ano que vem, o presidente da Anfir já espera mais um crescimento da ordem de dois dígitos, “atingindo a recuperação do mercado que tínhamos nos anos anteriores ao período da crise de 2014 a 2017.”


Foto: Randon/Divulgação