Após polêmicas que antecederam a pandemia da Covid-19, com algumas marcas chegando a anunciar que não participariam do evento programado para o final de 2020 no Expo São Paulo, o Salão do Automóvel pode ganhar novo espaço no ano que vem. O presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, admitiu que o Autódromo de Interlagos é uma alternativa para sediar o próximo encontro do setor.

Diante de várias manifestações por parte de montadoras quanto à saturação dos salões nos moldes tradicionais, até por conta dos elevados custos que envolvem, a Anfavea já vinha avaliando alternativas antes mesmo do cancelamento doa 31ª edição, que ocorreu às vésperas da eclosão da pandemia no Brasil.

Nesta semana, o presidente da entidade fez questão de destacar a importância do evento para a indústria automotiva brasileira, não só pelo público que atrai a cada dois anos, mas também pela possibilidade de troca de experiências e a presença de representantes de outros países que vêm conhecer mais de perto as iniciativas locais.

“Foram mais de 900 mil visitantes em 2018”, lembrou Moraes. “É sem dúvida um momento importante para a indústria e o que temos de avaliar é um novo formato que safisfaça todas as partes envolvidas, com maior interação do público e degustação dos produtos da indústria, principalmente as novidades”.

Anúncio

Moraes chegou até a comentar que o próximo salão deve ser um Lollapalooza do setor automotivo, referindo-se ao tradicional evento de músicas que está programado para março em Interlagos. Segundo o executivo, houve um workshop no início deste mês promovido pela organizadora do evento, a Reed Exhibitions, que agora passa a denominar-se RX.

LEIA MAIS

Salão do Automóvel pode mudar de local e até de cidade

Edição deste ano do Salão do Automóvel será cancelada

Kia é a 15a marca a desistir do Salão do Automóvel de São Paulo

“Interlagos é uma alternativa e o fundamental é definirmos um novo formato para manter o nosso tradicional Salão do Automóvel vivo”, frisou o presidente da Anfavea.


Foto: Divulgação/Salão do Automóvel 2018